Ministério Público abre procedimento para acompanhar desativação de maternidade no Hospital Nossa Senhora das Neves

 HNSN informou que iria desativar o serviço de obstetrícia e neonatologia. No dia seguinte, o hospital disse que houve acordo e o serviço irá continuar até 31 de janeiro, com escala formada.

O Ministério Público da Paraíba abriu procedimento para acompanhar a desativação da maternidade do Hospital Nossa Senhora das Neves. A informação foi repassada ao ClickPB nesta terça-feira (17).

Segundo informações obtidas pelo ClickPB junto ao MPPB, a promotora de Justiça que atua na defesa do consumidor em João Pessoa, Priscylla Maroja, informou que no dia 12 de janeiro, em audiência na sede do Conselho Regional de Medicina da Paraíba (CRM-PB) com o Ministério Público, foi informado pelo HNSN que iria desativar o serviço de obstetrícia e neonatologia, porque não havia acordo no valor do pagamento dos plantões.

No dia seguinte, na sexta feira (13), o HNSN informou que entraram em acordo e o serviço irá continuar até dia 31 de janeiro, com escala formada.

De acordo com o Ministério Público da Paraíba, somente hoje (17) foi enviada formalmente ao MPPB essa informação e em razão disso, e dos documentos encaminhados, a promotora de Justiça vai instaurar procedimento administrativo para acompanhar essa situação.

A promotora reiterou que já há, no CRM-PB, um procedimento instaurado pelo Conselho sobre o assunto.

Ao ClickPB, nesta terça-feira (17), o HNSN informou que a maternidade continuará funcionando normalmente. "Mantemos o funcionamento do serviço de forma habitual. E pretendemos manter dessa forma. Qualquer alteração que porventura houver, será comunicada através dos canais oficiais do hospital", informou o diretor técnico André Lacerda, conforme enviado pela assessoria do HNSN ao ClickPB.

Por ClickPB

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.