Instalação de recifes artificiais na Paraíba vai proporcionar mergulhos temáticos, manejo da pesca e recuperação da biodiversidade

 O governador João Azevêdo assinou acordo de parceria entre o Governo do Estado e o IFPB para desenvolver o Programa Estratégico de Estruturas Artificiais Marinhas da Paraíba (Preamar).

A Paraíba terá a implantação de recifes artificiais para a recuperação da biodiversidade, incentivo ao turismo náutico e subaquático e do manejo de pesca. O governador João Azevêdo assinou, nesta terça-feira (17), na Fundação Casa de José Américo, em João Pessoa, acordo de parceria entre o Governo do Estado e o Instituto Federal da Paraíba (IFPB) para desenvolver o Programa Estratégico de Estruturas Artificiais Marinhas da Paraíba (Preamar), que prevê a instalação de recifes artificiais marinhos e a restauração ecológica dos corais do estado.

O investimento é de aproximadamente R$ 2,5 milhões do Governo do Estado no programa que será desenvolvido ao longo de quatro anos. Serão lançados 10 mil blocos de recifes artificiais, possivelmente, em 10 pontos da plataforma continental rasa do estado, entre Lucena e Barra de Gramame, em João Pessoa.

Haverá uma área para mergulho temático e realizadas técnicas de restauração ecológica dos ambientes coralíneos naturais. Segundo o Governo da Paraíba, as áreas serão definidas após a realização de estudos ambientais com a participação dos segmentos ligados ao turismo, pesca e navegação.

Estão previstos, também, o desenvolvimento de um programa de Educação Ambiental transversalizado e curricularizado e produção de ciência e inovação durante o monitoramento ambiental em parceria com as ICTs da Paraíba.

O governador João Azevêdo ressaltou a importância da parceria com as instituições de pesquisa do estado para impulsionar o segmento econômico, com foco na sustentabilidade. "Esse é um projeto feito a muitas mãos, que integra ações de preservação ambiental e turismo, com a participação de diversos segmentos, colocando a Paraíba em um patamar diferenciado, com um grande alcance na sociedade, fortalecendo também a pesquisa, inserindo ainda nossos estudantes nesse processo."

O diretor presidente da Companhia de Desenvolvimento da Paraíba (Cinep), Rômulo Polari Filho, afirmou que a iniciativa abrange a região de Lucena a Barra de Gramame e irá proporcionar resultados importantes no meio ambiente e na economia, se caracterizando como um diferencial turístico no país. "Esse é um projeto ousado que visa criar recifes artificiais para levar o turista para fazer um mergulho em que ele verá um coral semelhante ao natural, evitando a degradação e permitindo, ao mesmo tempo, a regeneração do natural. Dessa forma, nós vamos impulsionar a economia com o turismo náutico e criação de um museu subaquático."

O Preamar conta com uma equipe multidisciplinar, envolvendo pesquisadores do IFPB, Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e colaboradores externos.

A reitora do IFPB, Mary Roberta Marinho, evidenciou que o trabalho já foi iniciado, com definição de equipes e planejamento de ações. "Nós estamos desenvolvendo ciência e inovação, cumprindo a nossa missão institucional de promover o desenvolvimento social com sustentabilidade. É com muita alegria que assinamos essa parceria com o Governo do Estado, por meio da Funetec, que vai executar esse projeto de interesse da sociedade, ressaltando que também estamos construindo conhecimento para o futuro."

Por ClickPB

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.