Delegada Christiane Corrêa, que investigou Bolsonaro, irá comandar Polícia Federal na Paraíba

 Conforme apurou o ClickPB, a informação foi divulgada pela assessoria do órgão. Christiane é servidora do órgão desde 2003.

A delegada Christiane Corrêa Machado irá assumir a Superintendência da Polícia Federal na Paraíba. Conforme apurou o ClickPB, a informação foi divulgada pela assessoria do órgão. Christiane é servidora do órgão desde 2003. Há dois anos, comandou um inquérito da PF que investigou uma possível interferência do então presidente Jair Bolsonaro (PL) no órgão, após falas do ex-ministro Sérgio Moro (União Brasil). De acordo com a PF, a nomeação deverá ocorrer em breve. 

Ao assumir a Superintendência, Christiane irá se tornar a primeira mulher a atuar no cargo. Corrêa é graduada em direito pelo Centro Universitário de Brasília (Uniceub) e possui mestrado em Ciências e Segurança Hemisférica por um instituto internacional. Foi técnica judiciária de junho de 2000 a setembro de 2003, quando assumiu a função de delegada na Polícia Federal. Chegou a trabalhar na Paraíba em entre 2007 e 2010. Retornou em 2020 e há quase dois anos era chefe da Seção Regional da Força Tarefa de Segurança Pública da Paraíba. 

Segundo a imprensa nacional, na época em que esteve à frente da investigação contra Bolsonaro, que identificou que o Presidente não tentou interferir na PF, Chrstiane era conhecida por ser uma pessoa discreta, séria e 'linha dura'. Ao longo do tempo que esteve como coordenadora das investigações, a delegada teria demonstrado que não se deixa levar por pressões internas e externas, o que é valorizado por profissionais do órgão. 

*atualizado às 11h40. O ex-juiz Sérgio Moro é filiado ao União Brasil e não ao Republicanos, como informado anteriormente.

Por 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.