RÁDIO INFORMATIVO EM FOCO

Noiva é morta por bala perdida após convidado atirar para comemorar casamento

 Mahvash Leghaei, de 24 anos, se casou em Firuzabad, no Irã, quando ocorreu acidente.

Uma noiva iraniana morreu de forma trágica no próprio casamento após ser atingida por uma bala perdida durante uma rodada de tiros comemorativos. Mahvash Leghaei, de 24 anos, teria acabado de se casar quando um convidado decidiu marcar a ocasião disparando alguns tiros cerimoniais.

De acordo com o veículo internacional New York Post, esse é um costume que é ilegal no Irã. A exibição festiva de armas de fogo do atirador, na qual ele supostamente usou um rifle de caça sem licença, causou a tragédia.

Enquanto o primeiro tiro disparou sem incidentes, uma segunda rodada teria atingido a cabeça de Leghaei antes de atingir dois convidados, segundo relatos.

“Recebemos uma chamada de emergência de um tiroteio em um salão de casamentos na cidade de Firuzabad e os policiais foram enviados imediatamente”, disse um porta-voz da polícia, coronel Mehdi Jokar, ao Newsflash sobre o acidente, que ocorreu no casamento ao sul de Shiraz.

Jokar atribuiu o acidente às “multidões” e ao “mau controle da arma”. A noiva posteriormente entrou em coma e depois não resisitu aos ferimentos. As outras duas vítimas sobreviveram com ferimentos leves.

Após o incidente, o atirador não identificado - que supostamente é primo do noivo - fugiu do local com a arma a tiracolo, mas foi preso pela polícia logo depois.

“Naturalmente, qualquer perturbação da ordem pública como essa cruza a linha vermelha com a polícia, e as pessoas precisam saber que para criar uma comunidade segura, atirar é proibido em casamentos”, disse Jokar. “Tomaremos medidas duras contra qualquer pessoa que infrinja essa regra.”

Leghaei era uma assistente social que ajudava usuários de drogas a vencer seus vícios. A família da vítima doou seus órgãos, já que era o que ela desejava. 

Por 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.