Sancel
1.11.18

Operação da Polícia Civil prende 10 suspeitos de compartilhar imagens de sexo com crianças

Homens teriam compartilhado mais de 30 mil imagens envolvendo crianças e adolescentes em sexo explícito. Médico envolvido também filmava mulheres durante exames de imagem
A Polícia Civil divulgou detalhes da Operação Infância Reavida, realizada nesta quarta-feira, com objetivo de coibir crimes de exploração sexual infantil em Minas Gerais, por meio do compartilhamento e armazenagem de arquivos com cenas de sexo explícito envolvendo crianças e adolescentes.
As investigações apontaram conexões entre o material pornográfico e por isso foram cumpridos 14 mandados de busca e apreensão em Belo Horizonte, e em cidades da Região Metropolitana e interior de Minas.
A operação teve 10 prisões em flagrantes, sendo seis em Belo Horizonte e as outras quatro em Betim e Nova Lima, na Região Metropolitana, em Ipatinga, na Região do Rio Doce e em Barbacena, na Região Central. Foram apreendidos computadores, celulares, tablets, discos rígidos (HD), CDs, DVDs, filmadoras e notebooks. Os outros quatro mandados não houveram presos pois os suspeitos não foram localizados.
Entre um dos suspeitos estava o médico Fábio Lima Duarte, de 36 anos, em que foram constatadas 33 mil imagens compartilhadas em um ano. Na casa dele foram achadas várias fotos do médico fazendo sexo com adolescente na sua própria casa. Ele confessou que usava câmera escondida durante exames de imagens nas pacientes sem que elas soubessem. A Polícia Civil ainda vai apurar em quais clínicas ele atendia e se houve estupro de vulnerável e importunação ao pudor.
Também foram presos um sargento militar reformado em Betim e um cabo militar em Nova Lima. Um dos policiais fez mais de 8 mil compartilhamentos. Os suspeitos compartilharam de 600 a mais de 30 mil imagens num período de seis meses a um ano.
A delegada Isabella Franco Oliveira informou que as penas variam de três a oito anos de prisão, dependendo do crime, e se for configurado estupro de vulnerável, o autor pode pegar de oito a 15 anos de prisão. “Nada que é feito pela internet fica escondido, tudo é rastreado”, completa a chefe da Delegacia de Orientação e Proteção à Criança e Adolescente (Dopcad).
Fonte: em.com.br
  • Comentar com o Gmail
  • Comentar com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Item Reviewed: Operação da Polícia Civil prende 10 suspeitos de compartilhar imagens de sexo com crianças Rating: 5 Reviewed By: Informativo em Foco