Grávidas e bebês retornam ao Isea após reestabelecimento de energia elétrica e secretário anuncia que maternidade será reformada

 De acordo com o secretário de saúde de Campina Grande, Gilney Porto​, em entrevista programa Arapuan Verdade, todos os sete bebes e as gestante estão sendo transferidos de volta à maternidade.

O Instituto de Saúde Elpídio de Almeida (ISEA) deverá passar por uma série de reformas na parte elétrica após um apagão colocar em risco a vida de bebês e gestantes que precisaram ser transferidos para outros hospitais no último sábado (21). De acordo com o secretário de saúde de Campina Grande, Gilney Porto, em entrevista programa Arapuan Verdade, todos os sete bebes e as gestante estão sendo transferidos de volta à maternidade. 

“As gestantes que foram para o Edglei, que é um hospital do município que tem bloco cirúrgico já estão retornando e está sendo dando um suporte para essas 19 pacientes que estavam lá, e elas já estão retornando ao Isea para continuar essa acompanhamento. Quando a gente tiver com 100% da unidade e laudo técnico dos engenheiros, a gente também vai fazer o retorno dessas crianças”, disse o secretário.

No mesmo dia do apagão, após serem realizados os reparos, mais de quatro partos foram realizados com o abastecimento elétrico reestabelecido na unidade. Conforme apurou o ClickPB, os dados foram fornecidos pela administração municipal. Foram três partos cesáreos é e um parto normal. Além disso, 10 atendimentos foram realizados a gestantes, resultando em três internações.

A Promotoria de Justiça de Campina Grande instaurou um procedimento preparatório de inquérito civil para apurar a falta de energia elétrica na maternidade. Nesta segunda-feira (23), representantes do Ministério Público da Paraíba visitaram o local para coletar informações e acompanhar as providências tomadas.

O procedimento foi instaurado no domingo (22), pela 22ª promotora de Justiça de Campina Grande, Adriana Amorim de Lacerda, que atua na defesa da saúde. A apuração está sendo acompanhada pelo promotor de Justiça que atua na área da criança e do adolescente, José Leonardo Clementino Pinto. 

O Ministério Público também está expedindo ofício ao Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea), solicitando uma fiscalização, por engenheiro habilitado, das instalações elétricas do Isea, a fim de averiguar o cumprimento das Normas Regulamentadoras (ABNT NBR), bem como as anotações registrais correspondentes.

Por 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.