Servidor de Campina Grande é preso por vender receituários e medicamentos do SUS

 Em nota, a Secretaria Municipal de Saúde disse que demitiu o servidor e vai colaborar com investigações da Polícia Civil

Um servidor da Prefeitura de Campina Grande foi preso, no sábado (19), suspeito de vender medicamentos de distribuição gratuita. De acordo a denúncia, o homem também comercializava prescrições de remédios que fazem parte da lista de medicamentos dispensados pelo Sistema Único de Saúde (SUS). A Polícia Civil apreendeu receitas em branco e medicamentos com o agente administrativo.

Em nota, a Secretaria Municipal de Saúde disse que demitiu o servidor. “A Secretaria de Saúde repudia veementemente a conduta do agente e rechaça quaisquer tipos de atos ilegais dentro da administração pública. A pasta vai fornecer todas as informações necessárias à investigação”, divulgou.

A Secretaria Municipal de Saúde informou, ainda, que está reformulando a gestão de distribuição de medicamentos, com a implantação de um sistema vinculado à Central de Abastecimento Farmacêutico, que permite o controle exato de cada insumo entregue à população e aos serviços. O novo modelo já está funcionando em algumas farmácias de Unidades Básicas de Saúde e para serviços como a distribuição de tiras de glicemia, por exemplo.

“Nós identificamos que não havia um sistema de controle dessas medicações. Com a regulamentação desse novo processo, saberemos exatamente quais são os remédios entregues em cada serviço e qual o destino final de produto a produto”, explicou o secretário de Saúde, Gilney Porto.

Por Portal Correio

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.