Charles III faz o primeiro discurso como rei e renova promessa de servir feita por Elizabeth II

 O discurso é a parte mais importante de um dia de memória para a rainha e também tem a função de sinalizar a continuidade da monarquia parlamentar constitucional no país.

Charles III fez seu primeiro discurso como rei nesta sexta-feira (9), um dia após a morte da mãe dele, a rainha Elizabeth II. O discurso foi gravado previamente. A fala durou cerca de 10 minutos.

"Onde quer que você [súdito] viva, no Reino Unido ou nos reinos e territórios em todo o mundo, e seja qual for sua origem ou crença, eu me esforçarei para servi-lo com lealdade, respeito e amor, como tenho feito durante toda a minha vida", afirmou.

Ele começou falando da mãe: "Pela vida dela, a majestade foi uma inspiração e um exemplo para mim e para minha família. Devemos a ela a maior dívida, que todas as famílias devem à mãe: amor, compreensão e exemplo".

Chegada a Londres

No começo desta sexta-feira, o novo rei viajou do castelo de Balmoral, na Escócia, onde a rainha morreu, para Londres, na Inglaterra, para fazer esse discurso inaugural.

O discurso é a parte mais importante de um dia para lembrar a rainha, mas também tem uma função sinalização: ele mostra que respeita a monarquia parlamentar constitucional no país. Charles III já teve um encontro com Liz Truss, a líder do parlamento britânico, no começo da semana.

O novo rei chegou à cidade com a nova rainha consorte, Camilla. O casal saiu do carro ao chegar ao Palácio de Buckingham e apertou a mão das pessoas que estavam na frente do portão.

Charles saiu do carro real sob aplausos de uma multidão reunida do lado de fora do palácio, mostraram imagens de televisão.

Rei Charles III e a rainha consorte Camilla entrando pelos portões do Palácio de Buckingham — Foto: REUTERS

Elizabeth pediu para que Charles fosse recebido com afeto

Em fevereiro, a rainha Elizabeth II pediu para que os britânicos recebessem Charles e Camilla com afeto.

O namoro de Charles e Camilla começou quando ele ainda era casado com a princesa Diana.

Charles e Diana se separaram em 1992, e ela morreu em 1997, em um acidente de carro.

Eventos do protocolo da transferência da coroa

O discurso do novo rei é um dos primeiros eventos que marcam a ascensão do novo monarca.

Depois disso, no sábado, haverá um encontro de dirigentes de um grupo conhecido como conselho de acesso. Eles irão proclamar formalmente que Charles III será o novo rei.

Tiros e sinos

Antes de o rei chegar, houve uma salva de tiros em Londres com 96 disparos (um para cada ano de vida da rainha).

Os sinos tocaram em três prédios importantes para a vida da rainha:

  • Na catedral de Saint Paul;
  • No castelo de Windsor, onde a rainha passou grande parte de seus últimos anos;
  • Na abadia de Westminster.

Discurso: gratidão e promessa de continuidade

Em seu discurso, ele prometeu dar continuidade ao estilo de reinar de sua mãe.

"Além da perda pessoal, nós também compartilhamos com vocês no Reino Unido e em todos os países onde ela era rainha um sentimento profundo de gratidão em que minha mãe serviu aos povos de tantas nações."

O rei também afirmou que a mãe dele, ao subir ao trono, prometeu que iria dedicar sua vida ao serviço de seus povos. "Isso foi mais do que uma promessa, foi um comprometimento que durou sua vida", disse ele.

"Eu faço uma homenagem à memória da minha mãe. Eu sei que a morte dela traz tristeza para muitos de vocês e eu compartilho essa sensação de perda com vocês", afirmou.

Quando Elizabeth II se tornou rainha, o mundo ainda sofria com as consequências da Segunda Guerra, afirmou. "Nos últimos 70 anos, vimos nossa sociedade se tornar uma de muitas culturas e muitas crenças. As instituições mudaram, e por meio das mudanças, a nossa nação, da qual tenho orgulho, prosperou. Nossos valores se mantiveram constantes", afirmou o rei — nesse momento, então, ele reafirmou "os deveres e os papeis da monarquia também se mantém, assim como as responsabilidades à Igreja Anglicana".

Ele também disse que respeitará os princípios constitucionais no coração da nação. "Eu vou tentar te servir com lealdade, respeito e amor", disse aos súditos.
"Minha vida, claro, vai mudar, com as novas responsabilidades. Eu não vou poder dedicar meu tempo à caridade, mas eu sei que esse trabalho vai seguir nas mãos de outras pessoas", afirmou.

Ele citou a mulher, Camilla, e afirmou que ela se torna agora rainha consorte, uma função à qual ela vai se dedicar, de acordo com ele.

O rei também citou o filho William, que agora terá novos títulos: William se tornou o príncipe de Gales, e Kate, a princesa de Gales.

Charles III também mencionou o outro filho: "Quero expressar meu amor por Harry e Meghan, que continuam a construir a vida deles em outro país".

Ele terminou dizendo que vai ter a mãe como exemplo, e agradeceu o apoio e condolências, que significam muito para ele.

"Para minha querida mamãe, nesse momento em que começa a sua última jornada, vou simplesmente dizer obrigado pelo seu amor e devoção à nossa família e à família de nações que você serviu com tanta diligência", afirmou.

Por 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.