Grupo é preso suspeito de matar digital influencer em Choró, no Ceará

 Ao todo, a Operação Sertão Seguro capturou dez pessoas suspeitas de vários crimes na região.

Um grupo de dez pessoas foi capturado em Choró, no interior do Ceará, suspeito de envolvimento com o tráfico, uma organização criminosa e homicídios no município. Entre o grupo, cinco são investigados por duas mortes no município que vitimaram uma digital influencer de 20 anos e um jovem que devia R$ 30 a uma das pessoas presas — apontada como traficante na região.

A Operação Sertão Seguro aconteceu durante uma ação conjunta desenvolvida pelas Polícias Civil e Militar do Ceará. A ofensiva policial ocorreu na última sexta-feira (19), como primeira fase da investigação, que visa desarticular uma organização criminosa atuante em Choró. Durante a ofensiva, armas e drogas também foram apreendidas.

Um dos homicídios que teriam sido cometidos pelo grupo foi de uma jovem de 20 anos, morta em abril deste ano, durante uma festa em um campo de futebol em Choró. A morte teve como motivação a proximidade da vítima com pessoas envolvidas em um grupo rival ao dos executores, segundo a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS).

Outro caso foi registrado em junho do ano passado, quando um jovem de 18 anos foi morto. A principal suspeita do crime, uma mulher de 25 anos, foi presa no cumprimento de um mandado judicial. Conforme as investigações desenvolvidas, a motivação do crime está relacionada com uma dívida de R$ 30 que a vítima teria com a suspeita.

Ainda conforme as apurações policiais, a mulher atraiu a vítima até um local de casas abandonadas com um convite para usar entorpecentes e lá assassinou o homem a tiros. Após o crime, ela fugiu para Fortaleza, onde foi presa.

Ao todo, foram cumpridos dez mandados de busca e apreensão e sete de prisão preventiva. Desses sete, dois suspeitos também foram presos em situação de flagrante; e mais três homens foram capturados em flagrante, totalizando dez presos.

Uma aeronave da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) da SSPDS também foi utilizada na ação policial.

Por 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.