Sargentos da PM são presos em operação para desarticular organização criminosa que tinha apoio de policiais militares no Vale do Mamanguape

 A operação denominada “Produtor do Vale” tinha como alvo um grupo que realizou delitos em toda a região

Nas primeiras horas desta sexta-feira (22) a Polícia Civil deflagrou uma operação com o objetivo de desarticular uma organização criminosa que tinha apoio de policiais militares no Vale do Mamanguape, região do Litoral Norte da Paraíba. Foram presos dois sargentos da Polícia Militar, que foram levados para prestar depoimento na Central de Polícia, em João Pessoa.

A operação denominada “Produtor do Vale” tinha como alvo um grupo que realizou delitos em toda a região e, possivelmente, com o apoio de agentes públicos. Conforme os delegados Sylvio Rabelo e Diógenes Fernandes, a organização  é também suspeita de ser a responsável por um assalto em Mamanguape, cujo prejuízo foi de meio milhão de reais e  deixou um policial militar ferido.

Entre os crimes cometidos pelo grupo está ainda o assalto a casa de um comerciante. “Os criminosos fizeram uma família refém durante a noite inteira e obrigaram as vítimas a se despirem”, disse o delegado seccional Sylvio Rabelo. Eles também são acusados de tortura, tendo raspado cabeças de várias mulheres. O grupo matava e filmava essas mortes. Existem vários assaltos e crimes também atribuídos ao mesmo grupo.

As investigações apontam indícios de uma espécie de ‘milícia’ que a quadrilha pretendia instalar na região, financiando grupos de segurança privada que torturavam e ameaçavam de morte quem não pagasse pelo ‘serviço’.

A ação contou com várias equipes de Mamanguape e Solânea, no Brejo, além de Delegacias especializadas, como a Delegacia de Repressão ao Crime Organizado (DRACO) e do Grupo de Operações Especiais (GOE). Os suspeitos apontados pela investigação estão sendo ouvidos pela Polícia Civil. 

Por ClickPB

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.