RÁDIO INFORMATIVO EM FOCO

'Mulher da casa abandonada' tem R$ 83 mil bloqueados pela Justiça pelo não pagamento de multa

 Condomínio de área nobre de SP moveu ação para que Margarida Bonetti pague R$ 7.800, incluindo despesas com o processo.

O Tribunal de Justiça de São Paulo determinou o bloqueio de aproximadamente R$ 83 mil em duas contas bancárias de Margarida Maria Vicente de Azevedo Bonetti, que ficou conhecida como a "mulher da casa abandonada". O motivo da decisão é uma dívida com um condomínio localizado na avenida Angélica, em área nobre da capital paulista.

Em 2015, o condomínio entrou na Justiça contra a proprietária do imóvel pelo não pagamento de uma multa. Isso porque uma parente de Margarida, que residia no edifício, havia sido flagrada por uma vizinha riscando a parede do hall do apartamento.

A infração gerou uma multa, e o processo se arrasta na Justiça. Em 25 de abril, os representantes do edifício pediram R$ 7.800,30, valor que inclui a multa e o ressarcimento pelas despesas com a pintura do hall, além dos juros, honorários advocatícios e custas do processo.

Para isso, a Justiça determinou o bloqueio das contas bancárias da idosa. Do total será retirado o valor exigido pelo condomínio, e o restante será devolvido a Margarida.

A mulher ficou conhecida após a divulgação do podcast da Folha de S.Paulo que conta a história de Margarida Bonetti. Ela foi acusada de manter a empregada doméstica em condições análogas às da escravidão por quase 20 anos nos Estados Unidos, mas deixou o país sem ser julgada. 

Em raras aparições, a mulher exibe o rosto coberto de pomada branca. Ela é herdeira de uma família tradicional de São Paulo e reúne diversos imóveis em nome do grupo. A mansão em que vive, em Higienópolis, apesar de estar degradada, é avaliada em cerca de R$ 15 milhões, tem 20 cômodos e mais de 500 m². 

Por 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.