Campina Grande: 25 procurados pela Justiça são identificados e presos pela Segurança Pública no São João

 Todas as identificações foram realizadas pelas câmeras com capacidade para leitura facial e também de placas (LPR), instaladas nos locais com maior circulação de pessoas.

Em 30 dias, as Forças de Segurança da Paraíba identificaram 25 pessoas procuradas pela Justiça e que foram presas ao tentar adentrar em locais de festa durante o São João de Campina Grande. Todas as identificações foram realizadas pelas câmeras com capacidade para leitura facial e também de placas (LPR), instaladas pela Secretaria da Segurança e da Defesa Social (Sesds) nos locais com maior circulação de pessoas, durante os festejos juninos. Os equipamentos irão permanecer na cidade e fazem parte do projeto de videomonitoramento no Estado, que vai contar com 1.600 câmeras funcionando nas regiões de João Pessoa, Campina Grande e Patos.

O trabalho desenvolvido pela Polícia Militar, Polícia Civil e Corpo de Bombeiros Militar ainda resultou na redução de 57% dos assassinatos em Campina Grande em relação a 2021. Segundo o Núcleo de Análise Criminal Estatística da Sesds, foram três casos registrados na cidade, em 30 dias, e nenhum em locais de festa.

Em Campina Grande, a população e turistas contaram com o aplicativo São João Seguro utilizando o QR-Code para ter acesso a todos os pontos de atendimento da Polícia Militar, Polícia Civil e Corpo de Bombeiros. O código foi distribuído em material impresso no local da festa e também estava afixado nos ambientes de maior circulação de pessoas, a exemplo de restaurantes. Pelo aplicativo, a população pode informar uma emergência ou denunciar irregularidades, fazendo ligação direta ou por mensagem de WhatsApp. Ainda foram disponibilizadas rotas para pontos de apoio, a exemplo de hospitais, e telefones úteis. A iniciativa teve o objetivo de aumentar a interação do cidadão com a segurança pública.

Por 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.