'Fazendeiro do Amor': foragido que enganava mulheres é preso ao tentar subornar policiais com R$ 50 mil

 Segundo a polícia, Teodoro Cardoso seduzia as mulheres fingindo ser fazendeiro. Homem era foragido de Campo Grande (MS) por aplicar golpes que chegam a R$ 2 milhões.

A Polícia Civil localizou em Presidente Médici (RO) e prendeu um foragido chamado Teodoro Cardoso, mais conhecido como o “Fazendeiro do Amor”. Segundo investigação, Teodoro se passava por dono de fazendas e aplicou golpes em várias mulheres com promessas amorosas e, em um dos casos, tirando a única casa que ela tinha.

Teodoro era foragido da Justiça de Campo Grande e nesta semana foi abordado por policiais em Rondônia. Durante revista, o suspeito apresentou uma documentação falsa com o nome de “Gilberto Cardoso”, mas os agentes descobriram a fraude.

O acusado então foi encaminhado para a delegacia, onde tentou subornar os policiais oferecendo uma propina de R$ 50 mil para ser liberado.

“Eu dou cinquenta mil reais para vocês e vocês esquecem que eu existo. Vocês poderiam ser diferentes. Não precisa ser assim. O mundo não funciona assim. Você poderia convencer os colegas, que não é assim”, teria dito ele, segundo a Polícia Civil.

Estelionatário apresentou identidade falsa durante abordagem da polícia em RO — Foto: PC-RO/Reprodução

De acordo com o delegado Niki Locatelli, a conversa foi gravada e o homem foi flagranteado por uso de documento falso e corrupção ativa, além dos crimes que já havia cometido.

Golpe do falso fazendeiro

As investigações contra o suspeito identificaram que ele se passava por fazendeiro para se aproximar de mulheres.

Acreditando nas promessas amorosas, as vítimas transferiam as propriedades para o nome do suspeito ou vendiam para terceiros e davam para ele o dinheiro do negócio.

Os crimes que ele cometeu ultrapassam prejuízo de R$ 2 milhões para as vítimas. Em um dos casos, a mulher perdeu a única residência que possuía para morar.

Teodoro morava em Presidente Médici desde o fim de 2021 e a Polícia Civil decidiu divulgar seu o nome e imagem do suspeito para identificar possíveis vítimas de Rondônia, caso elas o reconheçam.

Por 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.