Ucrânia expulsa jornalista que filmou resultado de ataque da Rússia em Odessa​

 Segundo o SBU, ele violou a lei que proíbe filmar alvos militares. Dulmers, 56, tinha credenciamento regular e também foi proibido de voltar à Ucrânia por três anos.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) — O SBU (Serviço de Segurança da Ucrânia) expulsou o jornalista holandês Robert Dulmers, do jornal Nederlands Dagblat, por ter postado no Twitter imagens de depósitos de combustível em chamas após um ataque russo com mísseis em Odessa, porto no sul do país.

Segundo o SBU, ele violou a lei que proíbe filmar alvos militares. Dulmers, 56, tinha credenciamento regular e também foi proibido de voltar à Ucrânia por três anos.

A lei é objeto de contestação por parte de jornalistas ucranianos e estrangeiros, por ser altamente restritiva e prever até 12 anos de prisão em alguns casos, como a identificação de movimentos de militares e blindados.

Kiev também restringe o trabalho de jornalistas e foi alvo de um manifesto da união da categoria no país.

Por 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.