PSB deve propor ao PT nova reforma trabalhista e revogação de trechos da previdenciária

 As propostas serão apresentadas após o congresso nacional do partido, que acontece entre 28 e 30 de abril e irá aprovar um novo manifesto, com uma nova direção programática.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) — O PSB deve apresentar ao PT, como sugestão para o programa de governo, uma nova reforma trabalhista e a revogação de pontos da previdenciária.

As propostas serão apresentadas após o congresso nacional do partido, que acontece entre 28 e 30 de abril e irá aprovar um novo manifesto, com uma nova direção programática.

As sugestões para o documento vêm sendo colhidas desde 2019 entre os filiados e estão sendo chamadas internamente de "autorreforma". Como fruto desse esforço, o novo manifesto irá propor uma nova reforma trabalhista. A ideia é adequar as regras às novas condições de trabalho, ajustadas ao novo mercado.

Ja com relação à reforma da Previdência, a perspectiva é desfazer diversos pontos do que foi aprovado no governo do presidente Jair Bolsonaro (PL). "A reforma da Previdência necessita ser revista, de forma a assegurar as conquistas obtidas durante o processo constituinte", diz documento que servirá de base.

Nesta sexta-feira (8), os socialistas formalizaram em carta a indicação do ex-governador Geraldo Alckmin para integrar a chapa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). "Essa proposição não se limita apenas ao aspecto eleitoral e envolve uma dimensão programática", diz o texto.

Segundo a carta, "a composição de uma frente ampla exige a formulação de um programa que corresponda às perspectivas das forças que a compõem, tanto em termos políticos partidários quanto o que se refere aos segmentos da sociedade civil que tal frente pretende representar".

Por 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.