Polícia apreende helicópteros de luxo supostamente usados pelo PCC em São Paulo

 As aeronaves foram encontradas nesta quinta-feira (7) no Campo de Marte, na zona norte da capital paulista.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) — A Polícia Civil apreendeu dois helicópteros que teriam sido usados pelo PCC (Primeiro Comando da Capital) para transportar drogas, dinheiro e criminosos. As aeronaves foram encontradas nesta quinta-feira (7) no Campo de Marte, na zona norte da capital paulista.

A investigação realizada por policiais do Deic (Departamento Estadual de Investigações Criminais) apontaram que duas empresas que têm capital social somado de R$ 350 mil eram donas dos dois helicópteros modelo A109E, que juntos foram avaliados em R$ 7,8 milhões.

Uma das empresas tem como sócia uma recepcionista, segundo a 6ª Delegacia do Patrimônio do Deic, especializada na investigação do crime organizado.

Nenhum suspeito foi preso até o momento. Pessoas que acompanham a investigação afirmam que os nomes dos envolvidos no esquema são fantasmas.

Para disse ainda que as duas empresas foram criadas em 2020 no regime Eireli, um tipo de sociedade para microempresas no qual basta um sócio e não há limite de faturamento anual.

Investigadores concluirám ainda que os nomes que constam como sócios das empresas exercem atividades profissionais compatíveis "com a administração de empresas desse porte", diz nota da polícia.

A Deic afirma ainda que o nome registrado como dono dos helicópteros difere do proprietário das empresas. Por isso, a investigação continua para identificar de fato a quem pertence as aeronaves.

Os helicópteros foram encaminhados ao hangar do Serviço Aerotático da Polícia Civil.

Por 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.