RÁDIO INFORMATIVO EM FOCO

Hospital de Trauma de João Pessoa registra terceira doação de órgãos no mês

 O gesto significa menos pessoas na fila de espera e o fim da angústia e dias de incerteza para cada receptor.

O Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa contabilizou, nessa segunda-feira (21), a terceira doação de órgãos somente neste mês de fevereiro na unidade. O gesto significa menos pessoas na fila de espera e o fim da angústia e dias de incerteza para cada receptor.

O doador, que possibilitou a perspectiva de melhorar a qualidade de vida dos pacientes transplantados, foi um homem de 43 anos, que estava internado há três dias e morreu vítima de uma hemorragia intracraniana, causada por um pico hipertensivo. Com a autorização familiar, foram doados fígado, rins e córneas. A cirurgia de retirada durou cerca de três horas e envolveu uma equipe de médicos e enfermeiros.

Para encontrar os receptores compatíveis, entrou em ação a Central de Transplantes, que, após identificar o potencial doador, tem a missão de lançar os dados no ranking para encontrar quem serão as pessoas transplantadas.

“Nosso trabalho é ininterrupto, porque sabemos que quem está esperando a doação de um órgão enfrenta todos os dias uma corrida contra o tempo. São meses de sofrimento e angústia vividos não só pelo paciente, como também pelos familiares,” esclarece a chefe do Núcleo de Ações Estratégicas da Central Estadual de Transplantes, Rafaela Carvalho. 

O receptor do fígado foi um paraibano de 65 anos, já os rins foram aceitos pela Central de Transplantes de Pernambuco. Recebeu o rim direito um homem de 35 anos, e o rim esquerdo, uma mulher de 51 anos. As córneas foram encaminhadas para o Banco de Olhos para posterior transplante.

Em 2021, a Paraíba já registrou 40 transplantes, sendo 26 de córneas, um de coração, oito de rim e cinco de fígado. Ainda esperam por uma córnea 303 pessoas, quatro aguardam um coração, 12 um fígado e 187 um rim.

Por 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.