RÁDIO INFORMATIVO EM FOCO

Anvisa nega pedido de Carla Zambelli para suspender vacinação infantil contra Covid-19 no Brasil após erro em Lucena

 Deputada bolsonarista usou escândalo no município da Paraíba como base para alegações não comprovadas de vacinação indevida em crianças em todo o país.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) negou na última sexta-feira (4) a solicitação enviada pela deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP) para suspender toda a campanha nacional de vacinação contra a Covid-19 em crianças. No pedido, a parlamentar usou como argumento o escândalo vacinal ocorrido no município de Lucena, na Paraíba, para alegar que o mesmo erro estaria acontecendo em todos os estados do Brasil.

No dia 19 de janeiro, a deputada chegou a divulgar números, que seriam da Rede Nacional de Dados em Saúde (RNDS), plataforma do Ministério da Saúde, indicando a aplicação indevida de vacinas em todo o território brasileiro. Em seguida, o Ministério Público Federal na Paraíba (MPF-PB) enviou ofício à pasta pedindo esclarecimentos sobre os dados. Até hoje, não houve resposta sobre o caso. 

O MPF sugere que os dados divulgados por Zambelli podem ter sido erroneamente registrados ou estão duplicados no sistema e sustenta, diante das investigações em Lucena, que o fato no município paraibano é um caso isolado no estado.

Por ClickPB

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.