Policiais civis da Paraíba consideram negociação em andamento com governo e querem "avaliação de outros pontos" de suas pautas

 As categorias se reuniram na manhã desta quarta-feira (5) para discutir a proposta do governador João Azevêdo.

Os policiais civis da Paraíba consideram que a negociação com o Governo do Estado ainda está em andamento. As categorias se reuniram na manhã desta quarta-feira (5) para discutir a proposta do governador João Azevêdo.

Os policiais civis querem que "outros pontos" sejam avaliados e declararam que a proposta inicial ainda não contempla o Plano de Cargos, Carreira e Remuneração (PCCR) apresentado pelas categorias, segundo publicação feita pela Associação dos Policiais Civis de Carreira da Paraíba (Aspol-PB).

"Todas as entidades da Polícia Civil se reuniram, na manhã desta quarta-feira (05), para debater a proposta apresentada pelo governador do Estado, João Azevedo, e as principais Secretarias de Estado, na reunião ocorrida na tarde desta terça-feira (04). As entidades concluíram que a proposta do governo não contempla o Plano de Cargos, Carreira e Remuneração (PCCR) apresentado pelas categorias e ainda pode gerar perda financeira, razão pela qual as entidades consideraram necessária avaliação de outros pontos, que a equipe do governo ficou de analisar e apresentar em outra rodada de reunião", declarou a Aspol-PB, nas redes sociais, conforme apurou o ClickPB.

Ainda segundo a Aspol-PB, "as entidades consideram que a negociação está em andamento e, em breve, vão convidar as categorias para deliberar."

O governador João Azevêdo apresentou aos policiais civis da Paraíba, em reunião nesta terça-feira (4), proposta semelhante a que foi feita aos policiais e bombeiros militares. Ele propôs 10% de aumento salarial e incorporação de 80% da Bolsa Desempenho para a categoria.

Por ClickPB

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.