Empresário é preso em condomínio de luxo suspeito de comprar pacotes com pornografia infantil e aliciar crianças, em Goiânia

 Policiais cumpriram mandados de busca e apreensão na sede da empresa e na casa dele, onde estava uma filha de 2 anos. Delegado informou que ele aliciou outro homem para fornecer material pornográfico.

Um empresário de 37 anos foi preso pela Polícia Civil em um condomínio de luxo suspeito de comprar pacotes com pornografia infantil e aliciar crianças e adolescentes para fazer sexo, em Goiânia. Os policiais cumpriraram mandados de busca e apreensão na sede da empresa e na casa dele, onde estava uma filha de 2 anos.

Os nomes do empresário e da empresa não foram divulgados pela polícia. Por isso, o g1 não localizou a defesa para se manifestar. A investigação informou apenas que se trata de um executivo sócio de um grande grupo econômico que atua em todo o país.

O delegado Daniel de Oliveira, que investiga o caso, disse que o empresário aliciou uma segunda pessoa para fornecer pacotes com vídeos e fotos de pornografia infantil, que eram pagos por transferências via PIX e recarga de celular.

Polícia civil apreende material pornográfico na casa de empresário em Goiânia, Goiás — Foto: Reprodução/Polícia Civil

"Essa segunda pessoa tem um irmão de 10 anos, que foi estuprado por esse irmão com pedidos desse executivo, que instigava essas práticas e determinava que esse segundo homem marcasse encontros com crianças e adolescentes", detalhou o delegado.

Esses encontros para práticas sexuais com crianças e adolescentes, no entanto, está sendo investigado porque, segundo o investigador, ainda não há provas de que eles teriam acontecido, mas apenas troca de mensagens em celular.

A operação foi realizada pela Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Cibernéticos (DERCC), na terça-feira (11) para combate a crimes contra a dignidade sexual de crianças e adolescentes.

Por 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.