Com Pacheco e Datena, PSD impõe duas derrotas em 15 dias à União Brasil

 Primeiro foi Rodrigo Pacheco (MG), presidente do Senado que deixou o DEM. O próximo esperado é Geraldo Alckmin.

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) — A migração de José Luiz Datena do PSL para o PSD é a segunda derrota em menos de 15 dias que o partido de Gilberto Kassab impõe à União Brasil, legenda criada por DEM e PSL.

Primeiro foi Rodrigo Pacheco (MG), presidente do Senado que deixou o DEM. O próximo esperado é Geraldo Alckmin. 

O ex-governador de São Paulo tem participado de conversas com a União, mas agora o PSD voltou a ter esperança de tê-lo no partido.

O plano de Kassab, por ora, é: Pacheco concorre para presidente, Datena, ao Senado, e Alckmin, ao governo de São Paulo.

Por 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.