Sancel
24.8.21

Petrúcio Ferreira e Evelyn Oliveira carregam a bandeira e a emoção do Brasil na abertura dos Jogos Paralímpicos de Tóquio

 Também participaram do desfile pela delegação brasileira a técnica da classe BC4 da bocha e staff da atleta Evelyn, Ana Carolina Alves, e o diretor técnico do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), Alberto Martins.

Os Jogos Paralímpicos de Tóquio 2020 tiveram início na manhã desta terça-feira (24), com a realização da cerimônia de abertura no Estádio Nacional do Japão, que tiveram como tema “Nós temos asas”. Os medalhistas paralímpicos Petrúcio Ferreira, do atletismo, e Evelyn Oliveira, da bocha, foram os porta-bandeiras do Brasil no evento, que contou com transmissão ao vivo dos canais Sportv2 e TV Brasil.

Também participaram do desfile pela delegação brasileira a técnica da classe BC4 da bocha e staff da atleta Evelyn, Ana Carolina Alves, e o diretor técnico do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), Alberto Martins.

Com direito a “dancinha” de Petrúcio e muita alegria de Evelyn, o Brasil foi o 116º país a desfilar na cerimônia, logo em seguida das Ilhas Faroe, já que a ordem do desfile dos países foi baseada no alfabeto japonês. 

"Neste momento, estou emocionado. Já chorei muito, mas foi um choro de alegria. Estar aqui, representando os atletas brasileiros, me deixa muito feliz. Gostaria que todos os outros atletas estivessem aqui, pulando e dançando, pois os brasileiros são os melhores do mundo. Obrigado, Brasil!", disse Petrúcio, em entrevista ao Sportv, logo após o desfile.

"Estou muito feliz por estar aqui. É uma honra poder representar o esporte paralímpico e todos os atletas brasileiros. Muito obrigado, Brasil", comemorou, Evelyn.

Segundo o Comitê Paralímpico Internacional (IPC, em inglês), serão 162 países, incluindo a Equipe Paralímpica de Refugiados, que participarão dos Jogos de Tóquio.

No total, foram cerca de 6 mil atletas e integrantes de comissões técnicas que participaram da solenidade, além de 900 pessoas entre patrocinadores e convidados de honra. Também 3,5 mil jornalistas estiveram envolvidos na cobertura do evento.

O Estádio Nacional do Japão é um estádio multiuso localizado na região de Shinjuku, em Tóquio. O estádio foi utilizado para os Jogos de 1964, que também ocorreram na capital japonesa, e atualmente tem capacidade para receber 68 mil pessoas após ter recebido uma reforma. Porém, devido à pandemia da Covid-19, o evento não será aberto ao público durante a realização do evento neste ano.

A Seleção Brasileira masculina de goalball será a primeira a estrear pelo país. Joga contra a Lituânia já na noite desta terça, 24, às 21h (de Brasília), mesma data da cerimônia. A natação, segunda modalidade com o maior número de representantes, estreia no primeiro dia oficial de competições do evento, nesta quarta, 25, com grandes nomes da natação nacional e mundial na piscina do Centro Aquático de Tóquio como o multimedalhista Daniel Dias (classe S5), Carol Santiago (S12) e Phelipe Rodrigues (S10).

Em seu Planejamento Estratégico, o CPB estabeleceu como meta se manter entre as dez principais potências do planeta nos Jogos Paralímpicos.

Os Jogos Paralímpicos de Tóquio 2020 contarão com a transmissão ao vivo dos canais SporTV e da TV Brasil.

Por 

  • Comentar com o Gmail
  • Comentar com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Item Reviewed: Petrúcio Ferreira e Evelyn Oliveira carregam a bandeira e a emoção do Brasil na abertura dos Jogos Paralímpicos de Tóquio Rating: 5 Reviewed By: Informativo em Foco