Após covid-19, Crespo volta para conter crise do São Paulo diante do Inter

 

O treinador volta para tentar "apagar um incêndio": a equipe ainda busca a primeira vitória no Brasileirão e ocupa um lugar na zona de rebaixamento

Depois de cerca de 10 dias de afastamento por causa da covid-19, Hernán Crespo volta a dirigir o São Paulo diante do Internacional, nesta quarta-feira, às 21h30, em Porto Alegre. O treinador volta para tentar "apagar um incêndio": a equipe ainda busca a primeira vitória no Brasileirão e ocupa um lugar na zona de rebaixamento.

Os cinco pontos conquistados em 27 possíveis preocupam a diretoria. Na segunda-feira, quando retornou aos treinos, Crespo recebeu os cumprimentos pelo seu aniversário de 46 anos, mas teve uma reunião de cobrança. Membros da direção, entre eles, o presidente Julio Casares, tentam encontrar saídas para a crise. O presidente esteve nos últimos treinos no CT da Barra Funda e vai repetir as visitas nos próximos dias.

Alguns problemas são a perda de confiança e o abatimento depois dos gols sofridos. Questões físicas e lesões constantes também formam o cenário ruim. Após a derrota diante do Santos, o treinador declarou que a conquista do Paulistão havia deixado um preço: o desgaste físico e emocional dos atletas. A primeira missão de Crespo no Beira-Rio, portanto, é recuperar o ânimo dos atletas.

O treinador ficou de fora dos empates contra Ceará e Corinthians e da derrota diante do Red Bull Bragantino. Nas duas últimas partidas, as alterações realizadas pelo auxiliar Juan Branda foram criticadas pelos torcedores nas redes sociais. "Estou feliz por retomar minhas atividades cotidianas no clube, celebrando meu aniversário da melhor maneira, trabalhando", escreveu Crespo nas redes sociais, sem mencionar a crise do clube.

A defesa não terá sua formação ideal no Sul. Com dores musculares, o zagueiro Miranda nem viajou para Porto Alegre. Por outro lado, a partida deve marcar o retorno de Arboleda, que está longe do time desde 28 de maio, quando foi flagrado em uma festa clandestina em São Paulo. Depois de ter sido afastado e multado por quebra do protocolo de isolamento social da covid-19, o jogador viajou e se apresentou à seleção equatoriana. A equipe foi eliminada da Copa América pela Argentina na semana passada. O último jogo de Arboleda foi a final do Campeonato Paulista.

"Quero falar para o torcedor ter calma. A gente não começou bem o Brasileirão, mas vão vir coisas boas. Já estão voltando vários companheiros, que para o treinador também é muito bom", disse o defensor.

O Inter tenta superar as dificuldades dentro de casa. No Brasileirão, foram dois empates e duas derrotas. A última vitória no Beira-Rio foi conquistada apenas no final de maio, diante do Juventude, ainda pelo Campeonato Gaúcho. Fora de casa, o desempenho tem sido mais satisfatório. Com Aguirre, foram dois empates e duas vitórias.

O treinador não conta com Víctor Cuesta nem Edenílson, suspensos. O zagueiro uruguaio Bruno Méndez deverá fazer sua estreia para formar dupla com Pedro Henrique. Nos quatro jogos com Aguirre, a equipe sofreu gols em todos.

Por Estadão Conteúdo

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.