Sancel
19.3.21

Ele estava internado com Covid-19 desde o dia 26 de dezembro do ano passado

Facebook

 

Ele estava internado com Covid-19 desde o dia 26 de dezembro do ano passado

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O prefeito licenciado de Vitória da Conquista (BA), Herzem Gusmão (MDB), 72, morreu na noite desta quinta-feira (18) no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo.

Ele estava internado com Covid-19 desde o dia 26 de dezembro do ano passado. A morte foi divulgada pela assessoria pessoal do político.

A prefeitura decretou luto oficial de oito dias. Nesta sexta-feira (19), as atividades da administração municipal serão suspensas.

No início de março, Gusmão gravou um aúdio para avisar à população da cidade que voltaria para a UTI.

"Quero dizer para minha terra que, por necessitar de mais oxigênio, a equipe médica indicou o meu retorno para tratamento na UTI", disse. "Tive esse imprevisto, mas continuo firme, crendo na minha recuperação".

O prefeito licenciado já havia passado pela UTI em janeiro, depois foi para a unidade semi-intensiva do hospital e em março precisou novamente do atendimento intensivo.

Ele estava sob os cuidados das equipes dos médicos Roberto Kalil, Carlos Carvalho, David Uip e Cláudia Cozer Kalil.
Reeleito em 2020 com 54% dos votos, ele fez o juramento de posse em sessão virtual diretamente do hospital.

Formado em direito, Gusmão optou pelo jornalismo e, durante quatro décadas, foi um nome conhecido nas rádios de Vitória da Conquista ao apresentar o programa Resenha Geral. Ficou famoso na cidade como "a voz de Conquista".

Começou a carreira política em 2008, ao disputar pela primeira vez a eleição para prefeito. Conquistou uma vaga de suplente na Assembleia Legislativa da Bahia em 2014 e, no ano seguinte, assumiu como deputado estadual.

Em 2016 foi eleito para a prefeitura e em 2020 conquistou a reeleição. A empresária Sheila Lemos (DEM), vice de Gusmão, assumiu o cargo interinamente desde o início do mandato e agora tomará posse de forma definitiva.

"A pandemia continua fazendo vítimas. Recebo com muita tristeza a notícia do falecimento de Herzem Gusmão, prefeito de Vitória da Conquista, uma das grandes cidades do nosso Estado. Na política, atuamos em campos opostos, mas procurando sempre cumprir a nossa missão", lamentou o governador da Bahia, Rui Costa (PT).

O ex-prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), também falou sobre a morte de Gusmão.

"Infelizmente a Covid segue interrompendo milhares de histórias em nosso país. Dessa vez foi um grande amigo e parceiro político, o prefeito Herzem Gusmão. Tenho certeza que ele vai deixar muita saudade nas pessoas que, como eu, tiveram o privilégio de sua convivência", afirmou.
Em janeiro, Maguito Vilela, 71, prefeito licenciado de Goiânia que também tomou posse no hospital, morreu após dois meses de internação. Ele havia assumido o cargo no dia 1º de janeiro com assinatura eletrônica na UTI.

Vilela morreu no Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo, onde estava internado desde o dia 27 de outubro de 2020 em razão de complicações decorrentes da Covid-19.
Vitória da Conquista, terceira maior cidade da Bahia, com 341.000 habitantes, já teve 22.020 casos confirmados de Covid-19 desde o início da pandemia. Trezentas e quarenta e nove pessoas morreram por causa da doença.
No momento, 44 pessoas estão internadas na cidade por causa da Covid e cinco em outros municípios da região. Além disso, 419 contaminados fazem tratamento em casa.

  • Comentar com o Gmail
  • Comentar com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Item Reviewed: Ele estava internado com Covid-19 desde o dia 26 de dezembro do ano passado Rating: 5 Reviewed By: Informativo em Foco