Sancel
20.2.20

Festival de Berlim estreia com 19 filmes brasileiros e chance de prêmio

 É do elegante Theater am Potsdamer Platz, em Berlim, que o júri da 70ª edição do Berlinale, o Festival de Cinema de Berlim, vai eleger o filme merecedor do Urso de Ouro no dia 29 de fevereiro, próximo sábado. Enquanto isso, o festival, um dos mais importantes do mundo, dá a largada nesta quinta-feira, 20, com programação até 1º de março.
O festival tem neste ano o ator Jeremy Irons como presidente do júri – que ainda inclui o cineasta brasileiro Kleber Mendonça Filho (“Bacurau”, “Aquarius”), a atriz Bérénice Bejo (“O Artista”) e o diretor e roteirista americano vencedor do Oscar Kenneth Lonergan (“Manchester À Beira-Mar”), entre outros.
O Berlinale costuma ser generoso com o cinema brasileiro. O País já levou o Urso de Ouro para casa duas vezes: por “Central do Brasil”, em 1998, e por “Tropa de Elite”, em 2007.
Além disso, três brasileiras já receberam o prêmio de Melhor Atriz: Fernanda Montenegro, Marcélia Cartaxo e Ana Beatriz Nogueira. Em anos recentes, “Joaquim “e “Marighella” fizeram sucesso no festival.
Em 2020, quem tem chance de repetir o feito é “Todos os Mortos”, da dupla brasileira Caetano Gotardo e Marco Dutra.
A história é centrada na história de uma mulher negra e suas duas filhas, no Brasil imediato pós-Proclamação da República e fim da escravidão. A atriz Mawusi Tulani, que fundou a companhia de teatro Os Crespos, atua como a protagonista Iná.
Na competição ao lado de “Todos os Mortos”, há nomes fortes, como “The Woman Who Ran”, do sul-coreano Hong Sang-soo, “Siberia”, de Abel Ferrara, e “First Cow”, de Kelly Reichardt.
Fora da competição, há outros 18 filmes brasileiros em exibição em alguma das dúzias de salas espalhadas por Berlim que comportam o festival, como “Cidade Pássaro”, de Matias Mariani, e o documentário “Nardjes”, de Karim Aïnouz (premiado recentemente em Cannes por “A Vida Invisível”).
A edição 70 do festival espera atrair os números de sempre, impressionantes: cerca de meio milhão de público, com 300.000 tíquetes vendidos para os filmes e eventos.
É o primeiro ano sob tutela de um novo diretor, o italiano Carlo Chatrian, que antes cuidava do Festival de Locarno. A promessa esse ano é conciliar política e cinema autoral, ou seja, preocupação estética ao lado da política. O festival já foi acusado de valorizar mais a mensagem que o produto final.
Exame
  • Comentar com o Gmail
  • Comentar com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Item Reviewed: Festival de Berlim estreia com 19 filmes brasileiros e chance de prêmio Rating: 5 Reviewed By: Informativo em Foco