Polícia Militar do DF recupera arma roubada do GSI por extremistas

 Armamento de choque foi encontrado no Eixo Monumental, em Brasília, e devolvido ao Gabinete de Segurança Institucional

A Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) conseguiu recuperar uma das armas roubadas do Gabinete de Segurança Institucional (GSI) por extremistas que invadiram o Palácio do Planalto no último domingo (8). Segundo a corporação, o armamento de choque, tipo taser, da Presidência da República, foi encontrado na área verde do Eixo Monumental, em Brasília, e devolvido ao GSI.

A informação de que munições e armamentos haviam sido roubados pelos vândalos que invadiram as sedes dos três Poderes foi divulgada em vídeo pelo ministro-chefe da Secretaria de Comunicação Social da Presidência, Paulo Pimenta.

Pimenta mostrou maletas vazias que, segundo ele, guardavam o armamento da segurança presidencial. Durante a tarde de domingo (8), um grupo de pessoas que não aceitam a vitória do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) nas eleições de 2022 furou o bloqueio policial e invadiu os prédios do Congresso Nacional e do Supremo Tribunal Federal (STF) e o Palácio do Planalto.

Em outras imagens divulgadas pelo ministro, ele mostra a situação em que ficaram os gabinetes do Planalto. Mesas, cadeiras, documentos, impressoras, computadores, televisores e obras de arte foram danificados.

De acordo com a PMDF, as investigações sobre o roubo das armas estão sendo realizadas pelo GSI, e as autoridades já iniciaram as buscas para localizar e recuperar as armas roubadas, além de prender os responsáveis pelo crime. 

A corporação afirma ainda que a segurança da Presidência da República está sendo reforçada e medidas de segurança estão sendo tomadas para evitar novos incidentes.

Por 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.