Paraíba realiza primeiro transplante de coração de 2023; número de doadores subiu 30% este ano

 Com essa doação, agora apenas uma pessoa aguarda na lista de espera por um coração no estado.

O primeiro transplante do coração do ano da Paraíba aconteceu hoje (19) no Hospital Metropolitano, na grande João Pessoa. A doação do órgão veio do Hospital de Trauma de Campina Grande e foi a primeira doação de coração de 2023 na Paraíba.  Para o transporte do órgão foi preciso a escolta da Polícia Rodoviária Federal entre os dois hospitais, para dar agilidade de acesso no percurso.

De acordo com a Central de Transplantes, o órgão doado foi de um paciente de 39 anos, que estava internado na unidade há oito dias, vítima de um traumatismo craniano em decorrência de um atropelamento. 

Além do coração, também foram doados o rim esquerdo e as córneas. Os receptores são paraibanos que já aguardavam na lista de espera. Recebeu o coração um homem de 47 anos, e o rim direito foi para uma mulher de 62 anos. As córneas foram encaminhadas para o Banco de Olhos.

Com essa doação, agora apenas uma pessoa aguarda na lista de espera por um coração no estado. Em 2022, a Central de Transplantes contabilizou a doação de três corações, que ajudaram a transformar a vida de pacientes e familiares.

No último ano, a Paraíba registrou um aumento no número de doadores efetivos em mais de 30%, saindo de 26, em 2021 para 34 em 2022.A consequência foi um maior número de transplantes realizados, sendo contabilizados 310 procedimentos.

“Todos os resultados obtidos com o aumento no número de notificações e doações são fruto do amadurecimento da nossa equipe, que se dedica diuturnamente para salvar vidas.  Dizer ‘sim’ para a doação após a perda de um ente querido pode ser doloroso, mas pode mudar a vida de pessoas que esperam por um transplante,” pontuou a chefe do Núcleo de Ações Estratégicas da Centra Estadual de Transplantes, Rafaela Dias.

Por ClickPB

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.