Homem morre após ser atropelado por VLT em Cabedelo

Até o momento a principal hipótese trabalhada pela polícia é que o mesmo tenha sido vítima de um atropelamento por um Veículo Leve sobre Trilho (VLT).

Um homem foi encontrado morto às margens da linha férrea, no bairro Salinas Ribamar, em Cabedelo, na tarde de ontem (18). Conforme apurou o ClickPB, até o momento a principal hipótese trabalhada pela polícia é que o mesmo tenha sido vítima de um atropelamento por um Veículo Leve sobre Trilho (VLT). Thiago Ferreira da Silva, 32 anos, tinha deficiência mental e segundo populares estava em uma crise desde a terça-feira (17). 

Mesmo com o uso de medicamentos, ele estaria bastante agitado e teria saído de casa em destino ignorado, até ser encontrado já sem vida por moradores da região, com o corpo mutilado. O trecho do ocorrido fica entre as estações Renascer e Mandacaru e a vítima foi encontrada a quase de 10 metros de onde teria sido atingido inicialmente pela locomotiva. 

Em entrevista a imprensa, o delegado Leonardo Souto Maior informou que a perícia irá investigar, seja através de laudo, seja através das testemunhas ou familiares as circunstâncias em que ocorreu o caso. "Nós vamos investigar, seja através do laudo, seja através das testemunhas ou familiares, como era o comportamento dessa pessoa, mas a princípio nós estamos tratando isso aqui como acidente", detalhou. 

Em nota enviada à imprensa, a Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) informou que de acordo com o maquinista que conduzia a unidade VLT "não foi constatado nenhum impacto, quando da passagem do trem pela localidade" e que por isso a composição ferroviária não permaneceu no loca. Veja íntegra:

A CBTU João Pessoa informa que por volta das 13h40, desta quarta feira, 18, nas proximidades da ponte ferroviária no bairro Salinas Ribamar, no município de Cabedelo, foi encontrado sobre a via ferrea, o corpo de um homem, 32 anos, identificado como Thiago Ferreira da Silva. Segundo familiares da vítima, ele sofria de problemas mentais e tomava remédios controlados. A Polícia esteve no local e não foi definida a causa mortis. De acordo com o maquinista que conduzia o Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), não foi constatado nenhum impacto, quando da passagem do trem pela localidade, por esse motivo a composição ferroviária não permaneceu no local. A CBTU aguarda o resultado da perícia.

Segundo apurou a reportagem, o maquinista e outras testemunhas devem começar a ser ouvidos já nesta quinta-feira (19).

Por 


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.