Benjamin Mendy, do Manchester City, é inocentado de seis acusações de estupro

 Lateral francês ainda será julgado por suspeita de ter praticado outros dois crimes de abuso sexual

O jogador do Manchester City, Benjamin Mendy, foi considerado inocente em processo judicial no qual foi acusado de estuprar seis mulheres e agredir sexualmente outra durante festas realizadas em sua mansão. O atleta de 28 anos ainda responde a outras duas acusações de crimes de abuso sexual. A informação foi publicada pelo "The Guardian".

De acordo com o jornal britânico, Mendy inclinou o corpo para a frente e colocou as mãos sobre o rosto quando ouviu a notícia de que havia sido inocentado por unanimidade de seis acusações de estupro e uma agressão sexual.

O francês, no entanto, voltará a ser julgado pela suspeita de mais um estupro contra uma mulher e uma tentativa de abuso sexual contra outra. O novo julgamento ocorrerá porque o júri não conseguiu chegar a um veredicto sobre essas duas acusações.

Mendy havia se declarado inocente em nove acusações de crimes sexuais contra seis mulheres durante uma audiência pré-julgamento realizada em maio do ano passado no Tribunal de Chester, na Inglaterra.

Durante o julgamento, o francês alegou que todas as mulheres que o acusaram de estupro queriam fazer sexo com ele. O lateral foi preso em 11 de novembro de 2020.

Por 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.