Protetores de animais denunciam matança de gatos e cachorros doentes no Conde e acionam Ministério Público

 De acordo com representantes do Núcleo de Justiça Animal da Universidade Federal da Paraíba, Francisco Garcia, os animais estão sendo capturados nas ruas e até os que estão sob a guarda de protetores, e mortos como meio de controle zoonótico da leishmaniose.

Nesta quinta-feira (15), protetores dos animais denunciaram uma matança de bichos doentes no município de Conde. De acordo com representantes do Núcleo de Justiça Animal da Universidade Federal da Paraíba, Francisco Garcia, os animais estão sendo capturados nas ruas e até os que estão sob a guarda de protetores, e mortos como meio de controle zoonótico da leishmaniose.

“Simplesmente se o animal está doente ele é morto, sem observância à legislação específica e Código de Direito e Bem-Estar Animal da Paraíba”, disse o advogado, professor Francisco Garcia.

Ainda segundo ele, as mortes, ocorrem sem qualquer exame laboratorial prévio e tratamento, o que representa uma ofensa aos direitos dos animais.

No vídeo em que é feita a denúncia, a promotora Cassiana Mendes, explica que já expediu ofício para as Secretarias de Meio Ambiente e Saúde, além da Vigilância Sanitária. O MP deu  um prazo máximo de 48 horas para que a Prefeitura de Conde explique sobre o controle e o tratamento dos animais de rua ou que se encontram sob a guarda de pessoas físicas, se o município tem assegurado o tratamento adequado aos animais doentes, com o auxílio de veterinário.

“Por oportuno, deve o município de Conde se abster de realizar a eutanásia de animais doentes, caso não seja proporcionado prévio exame laboratorial e tratamento por meio de profissional habilitado”, disse a promotora.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.