Polícia Federal prende homem na Paraíba acusado de estupro de vulnerável e registros de abusos para divulgação na darkweb

O inquérito policial foi instaurado para apurar um grave caso de abuso sexual infantil perpetrado contra duas crianças.

A Polícia Federal prendeu um homem investigado por estupro de vulnerável e pornografia infantil, em operação realizada na manhã desta quinta-feira (29), em João Pessoa. 

O suspeito, identificado como um homem de 56 anos, teria cometido abusos contra duas crianças, registrado os atos em vídeo e divulgado em fóruns na Darkweb.

Através da Interpol, o Brasil recebeu informações das polícias da Austrália e Hungria, recebidas pelo Serviço de Repressão a Crimes de Ódio e Pornografia Infantil (SERCOPI) da Polícia Federal em Brasília e encaminhadas para a Superintendência da Polícia Federal na Paraíba.

Com os pedidos deferidos e mandados judiciais expedidos pelo plantão do Juízo Federal da Seção Judiciária da Paraíba, uma equipe de policiais federais cumpriu as medidas na manhã de hoje. O suspeito foi flagrado com vasto conteúdo relacionado a pornografia infantil.

O suspeito será submetido à audiência de custódia e deverá responder pelos crimes de estupro de vulnerável, previsto no Código Penal, e de produção, aquisição, armazenamento e compartilhamento de materiais relacionados ao abuso sexual infantojuvenil, previsto no Estatuto da Criança e do Adolescente, cujas penas somadas podem chegar a 48 anos de reclusão.

O nome da operação, "Bugaboo”,  vem do termo em inglês que significa algo assustador e por vezes associada ao bicho-papão das histórias infantis, em alusão às condutas praticadas pelo investigado que violam a dignidade sexual das crianças abusadas. A definição de Bugaboo no dicionário é uma fonte imaginária de medo, pesadelo.


Por 

 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.