Polícia apreende pedras preciosas adquiridas de forma fraudulenta avaliadas em R$ 2 milhões na Paraíba

 Durante as negociações, o casal chegou a reconhecer firma em um cartório extrajudicial de Picuí, comprometendo-se a pagar R$ 2.050.000,00 pelas pedras.

A Polícia Civil da Paraíba apreendeu pedras preciosas avaliadas em mais de R$ 2 milhões, negociados de forma fraudulenta por um garimpeiro da região de Picuí, na Paraíba, com um casal que reside em Caruaru, em Pernambuco. Foram realizados mandados de busca e apreensão nesta terça-feira (27), na residência dos investigados.

Na residência do casal em Pernambuco foram encontradas pedras preciosas que podem ser as reivindicadas pelo garimpeiro, em um cofre com documentos.

Durante as negociações, o casal chegou a reconhecer firma em um cartório extrajudicial de Picuí, comprometendo-se a pagar R$ 2.050.000,00 pelas pedras.

Como não conseguiu pagar o valor de entrada que ficou combinado, os investigados ofereceram um apartamento em Recife e um galpão em Caruaru como parte do pagamento.

“Só que esses imóveis não são de propriedade desse casal. Tudo indica que isso é mais um golpe dos compradores, o que está sendo investigado”, disse o delegado seccional Iasley Almeida.

A Polícia Civil mantém as investigações sobre o caso, a fim de se descobrir, inclusive, uma possível lavagem de dinheiro envolvendo o casal e outras pessoas. 

Por 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.