Napoleão Laureano é considerado como 6º hospital do Brasil com maior base para tratamento de câncer

 No Nordeste, o hospital paraibano ocupa o 1° lugar no HospiRanck da Global Health Intelligence

O Hospital Napoleão Laureano (HNL) é destaque em ranking internacional, o HospiRank, entre os dez hospitais oncológicos mais bem equipados do Brasil em 2022. De acordo com os dados da Global Health Intelligence (GHI), o hospital filantrópico foi eleito o 6º do Brasil e o 1º do Nordeste que possui maior base instalada para tratamento de câncer no país. O levantamento analisa a infraestrutura de hospitais públicos e privados da América Latina. 

Confira aqui.

A pesquisa da Global Health Intelligence – líder mundial em análise de dados no setor de saúde na América Latina – aponta também que o HNL está entre os dez melhores hospitais brasileiros que se destacaram, diante dos 21 mil hospitais latino-americanos pesquisados. Ao todo, o HospiRank analisou 140 setores específicos, compondo o maior banco de dados do mundo sobre complexos hospitalares da América do Sul e Central. “Somos o único hospital do Nordeste que possui quatro máquinas de radioterapia. Já aceleradores lineares e aparelhos de mamografia estereotáxica apenas o Laureano e um hospital do Ceará possuem. Esses equipamentos são primordiais na luta contra o câncer e nós estamos muito felizes por esse reconhecimento internacional!”, diz o diretor geral do HNL, Dr. Marcílio Cartaxo.

O HospiRank aponta os hospitais mais bem equipados da América Latina, abrangendo os países como Argentina, Brasil, Colômbia, Peru, Chile, Colômbia, Uruguai, Paraguai, Costa Rica, Equador, Porto Rico, República Dominicana, Venezuela e México. “Ver o Laureano entre os melhores do continente, o sexto do país e o primeiro do Nordeste só comprova que seguimos dando nosso melhor para salvar a vida dos nossos pacientes com câncer. Aproveito para ressaltar que esse mérito é dos nossos mais de 800 colaboradores que diariamente se empenham em suas funções”, celebra o presidente da Fundação Napoleão Laureano, Marcelo Lucena Filho. 

O ranking internacional é dividido por oito categorias: hospitais mais bem equipados para receber pacientes; maior infraestrutura para acomodar um alto volume de procedimentos; maior número de equipamentos cirúrgicos básicos; hospitais mais bem equipados para acomodar recém-nascidos; hospitais mais bem equipados para realizar diagnósticos primários; hospitais mais bem equipados para realizar diagnósticos por imagem avançados; hospitais mais bem equipados para atender pacientes de alto risco e a categoria ‘maior base instalada para tratamento de câncer’, na qual o Hospital Laureano foi destaque nacional e o 1º lugar do Nordeste. 

A partir dessa pesquisa, o hospital filantrópico que é mantido pela Fundação Napoleão Laureano passar a integrar o rol das melhores instituições de saúde do país, lado do Hospital A.C Camargo, de São Paulo; Hospital do Amor, de Barretos-SP; Hospital Haroldo Juaçaba, de Fortaleza-CE e Hospital da Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre. “Neste dia sete de dezembro completo 89 anos de vida – em que mais de 60 anos foi trabalhando de Laureano – e esse reconhecimento de estarmos entre ‘os hospitais mais bem equipados do Brasil em 2022’, é o meu melhor presente”, comemora o diretor financeiro da Fundação, Dr. Antônio Carneiro Arnaud. 

As principais ferramentas usadas para classificar os hospitais foram: o SurgiScope (banco de dados sobre procedimentos médicos realizados em hospitais da América Latina); o HospiScope (banco de dados demográficos sobre hospitais de 17 países da América Latina, que oferece mais de 140 dados por hospital, incluindo a quantidade de equipamentos instalados, leitos e funcionários); o ShareScope (ferramenta que oferece dados detalhados sobre bens de capital como aparelhos de raio X, tomógrafos, aparelhos de ressonância magnética, marca-passos, stents e tecnologias médicas); o In-Scope (serviço que oferece pesquisas personalizadas que ajudam no conhecimento do mercado hospitalar) e o HospiCheck (plataforma exclusiva permite ao administrador hospitalar inserir as quantidades de equipamentos médicos de seu hospital). “É o maior banco de dados sobre a região, cobrindo quase 90% dos centros localizados nesses países”, comenta Douglas Holanda, representante da empresa no Brasil, comenta Douglas Holanda, representante da empresa no Brasil.

Por 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.