Goleiro argentino explica gesto obsceno ao receber prêmio na final da Copa

 Dibu, como é conhecido, disse que usou o momento para responder os rivais que o vaiavam durante a final do Mundial.

O argentino Emiliano Martínez comemorou a conquista do prêmio Luva de Ouro, dado ao melhor goleiro da Copa do Mundo do Catar, de forma inusitada. O herói dos hermanos chamou a atenção dos torcedores ao colocar o troféu nas partes íntimas. Depois da polêmica, explicou o motivo: ele teria sido vaiado pelos franceses, e usou o momento como uma “resposta”.

Em entrevista à rádio La Red, Dibu, como é conhecido, disse que usou o momento para responder os rivais que o vaiavam durante a final do Mundial, que acabou com os argentinos tricampeões.

"Fiz isso porque os franceses estavam me vaiando, a soberba comigo não vai", disse após a premiação. O argentino ainda dedicou o prêmio à família. "[Dedico] À minha família, venho de um lugar muito humilde, fui muito jovem para a Inglaterra, quero dedicar a eles", concluiu.

Argentina campeã

Sob o comando de Lionel Messi, a Argentina venceu a França nos pênaltis após empate por 3 a 3 na prorrogação, e conquistou o tricampeonato mundial, colocando fim ao jejum de 36 anos sem conquistar a principal competição do futebol.

O troféu coroa a carreira do camisa 10 hermano, que abriu o caminho para o triunfo e marcou o terceiro gol, chegando a 13 na história das Copas, ultrapassando Pelé. Foi a sétima vez que ele balançou as redes no Catar e se tornou o primeiro jogador a marcar nas oitavas, quartas, semifinal e final em uma mesma edição de Mundial.  

Por 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.