Arquiteta denuncia ex-marido por invadir apartamento e furtar 19 gatos na Bahia: 'ele se nega a dizer onde animais estão', lamenta

 Advogada da vítima afirma que homem cometeu crimes de maus tratos aos animais, furto qualificado e invasão de domicílio. Polícia investiga caso.

Uma arquiteta de Salvador registrou queixa em delegacia contra o ex-marido, depois que o homem invadiu um dos apartamentos dela e furtou 19 gatos. O caso aconteceu em 29 de novembro e, nesta segunda-feira (12), ele ainda não havia devolvido os animais, nem prestado depoimento à polícia.

Iacina Meira, de 56 anos, se separou do então companheiro, identificado como Ismar, em 2015. Ela relatou que, antes mesmo do casamento, ele sempre demonstrou insatisfação com a presença dos felinos.

Depois da separação do casal, ela ficou com os gatos e com a guarda dos três filhos do casal, além do apartamento invadido por Ismar. Apesar do imóvel ser dos dois, por compartilhamento de bens, ela relatou que sempre custeou as despesas no período em que esteve de posse do local.

Para invadir o apartamento, Ismar contou com o auxílio de um chaveiro. Ele tirou do local 19 dos 20 animais de Iacina. Apenas um gato, o Batman, conseguiu fugir. Agora, a arquiteta quer descobrir o local em que os animais estão escondidos.

Arquiteta denuncia ex-marido por invadir apartamento e furtar 19 gatos na Bahia — Foto: g1/Arquivo pessoal

"No dia 29, à noite, meu filho foi alimentá-los, quando se deparou com a fechadura trocada. Ele não conseguiu acessar o apartamento. Eu perguntei: ‘você está ouvindo os miados deles?’. Ele respondeu: ‘Estou ouvindo um miado bem distante, como se eles estivessem presos’. Mas era o Batman, que estava na escada, o único que escapou", contou ela.

"Quando ele conseguiu, com um chaveiro, novamente abrir a porta, se deparou com o apartamento vazio. Não tinha nenhum gato e o apartamento todo bagunçado, ou seja, eles sofreram um stress muito grande durante a captura”.

A reportagem da TV Bahia entrou em contato com Ismar, que ainda não se manifestou. Além do Batman, outros três gatinhos escaparam do furto porque estavam em outro apartamento onde Iacina mora, passando por tratamento com remédios.

A arquiteta também tem a saúde delicada, pois trata um câncer com quimioterapia. Ela passou por cirurgia recentemente.

“Eu tinha a preocupação de falar com meus filhos enquanto estive doente, enquanto estive internada. A primeira coisa que perguntava aos meninos quando eles se revezavam para dormir comigo no hospital, era se tinham ido lá dar comida aos gatinhos”.

De acordo com a Polícia Civil, o depoimento de Ismar já foi agendado em delegacia. Iacina relatou que ele chegou a ir na unidade policial, mas não foi ouvido pelo delegado.

“Ele ainda não prestou um depoimento oficial, porque o delegado estava em diligências. No dia que ele foi, se negou a dizer onde os gatos estavam. É um amor muito grande que eu tenho por eles, então minha preocupação, minha angústia, é não saber onde estão. É muito difícil para mim”, disse ela.

A advogada da arquiteta, Ana Rita Tavares, afirma que Ismar cometeu três crimes e pediu rapidez nas investigações.

“Ele cometeu três crimes. Um é o de maus tratos aos animais. Retirar os animais da condição em que viviam, de ter alimentação certinha, de ter amparo, de ter proteção, e estarem acostumados com aquele ambiente, protegidos, é crime de maus tratos. O segundo crime foi a violação de domicílio".

"Ele jamais poderia entrar sem ter o consentimento dela. Além desses dois crimes, houve o furto qualificado, porque ele furtando os animais, utilizando um meio de abrir a porta como ele fez, através de um chaveiro, ele praticou o crime".

Por 


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.