Influenciador tatua na testa nome de Elon Musk para chamar atenção de bilionário e ganhar viagem para Marte

 Rodrigo América tem 43 anos e disse já ter tido contato com extraterrestres. 'Podem até colocar um detector de mentira porque eu estou falando a verdade', disse.

O influenciador digital de Belo Horizonte Rodrigo América tatuou na testa o nome de Elon Musk com o objetivo de chamar a atenção do bilionário e, quem sabe, garantir uma vaga para viajar a Marte.

Em setembro de 2016, o magnata apresentou uma proposta para colonizar o Planeta Vermelho, e Rodrigo disse que gostaria, e muito, de ser um dos convidados para a viagem interplanetária.

"Meu plano é chamar a atenção dele, mas eu não sei se a viagem vai ser por agora", disse.

"Eu fiz uma tatuagem do cara mais rico da Terra e parece que ele [Elon Musk] vai levar mil pessoas por vez para Marte. Ele procura voluntários para ir a Marte. Aí eu falei: 'Vou fazer logo na testa, vei'", disse, empolgado.

Elon Musk divulgou que tem como objetivo colonizar o Planeta Vermelho, e Rodrigo gostaria muito de participar desta experiência.

"Se ele me desse uma oportunidade, eu queria ir para Marte, sem brincadeira nenhuma. Eu me daria bem na liderança", disse o influencer, referindo-se à função que poderia exercer no espaço.

O nome do multimilionário foi tatuado na testa de Rodrigo no último dia 11 e, segundo ele, em um site, já houve mais de 2 milhões de visualizações.

O influenciador digital Rodrigo América tatuou o nome de Elon Musk na testa — Foto: Rodrigo América/Arquivo pessoal

Experiências extraterrestres

Rodrigo tem 43 anos, nasceu e foi criado no bairro Candelária, na Região de Venda Nova, em Belo Horizonte, e tem interesse sobre assuntos da ufologia e do universo de uma forma geral.

Ele contou que, aos 17 anos, viu pela primeira vez uma extraterrestre – experiência que se repetiu outras vezes. Uma delas, em 2016, aconteceu no bairro Capitão Eduardo, na Região Nordeste, quando trabalhava como agente penitenciário.

"Eu vi uma criança de pele escura, cabeça muito grande e olhos esbugalhados. Eram quase as mesmas características do ET de Varginha. Ela só não tinha os chifres", relembrou o influenciador.

Rodrigo contou ainda que, naquela época, não comentou e nem divulgou o fato porque também trabalhava "incorporando" o super-herói Capitão América, e temeu ser prejudicado no ambiente profissional.

"Fiquei com medo de não ser mais contratado".

Rodrigo falou ainda que o fato aconteceu em uma madrugada, por volta das 2h, e que ele não teve contato físico com o "ser do outro mundo".

"Na época, eu trabalhava de madrugada. Eu vi ele desparecendo na minha frente. Escutei uma voz que disse: "Busque conhecimento'”.

Rodrigo salientou que não é louco e que está com a sanidade mental em dia, e até desafiou as pessoas desconfiadas.

"Podem até colocar um detector de mentira porque eu estou falando a verdade", enfatizou.

Por 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.