José Dumont, preso por manter imagens sexuais de crianças, viveria explorador de menores em novela da Globo

 Na novela, escrita por João Emanuel Carneiro e primeira produção original da Globoplay, o ator, 72, daria vida ao personagem Galo. Segundo a sinopse, ele abriga crianças que pedem esmola em um ônibus abandonado onde ele mora. Os menores são obrigados a pagarem pela moradia.

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) — Preso em flagrante nesta quinta-feira (15) pelo crime de armazenamento de imagens de sexo envolvendo crianças, José Dumont estava escalado para interpretar um explorador de menores em "Todas as Flores".

Na novela, escrita por João Emanuel Carneiro e primeira produção original da Globoplay, o ator, 72, daria vida ao personagem Galo. Segundo a sinopse, ele abriga crianças que pedem esmola em um ônibus abandonado onde ele mora. Os menores são obrigados a pagarem pela moradia.

O personagem de Dumont também atua diretamente no núcleo da protagonista Zoé, interpretada por Regina Casé, aliciando miseráveis na rua para enviar à uma fazenda de reprodução humana.

A reportagem apurou que o ator já tinha gravado algumas cenas da novela que tem estreia prevista para o final de outubro.

O trabalho mais recente de José Dumont na TV foi na própria Globo no ano passado. Ele era o Coronel Eudoro na novela "Nos Tempos do Imperador" (2021), na faixa das 18h.

Procurada, a emissora respondeu que o ator José Dumont estava contratado especificamente para a novela "Todas as Flores", a ser exibida no Globoplay, e que após a prisão decidiu afastá-lo da trama.

Diante dos fatos noticiados, a Globo tomou a decisão de retirá-lo da novela. A suspeição de pedofilia é grave. Nenhum comportamento abusivo e criminoso é tolerado pela empresa, ainda que ocorra na vida pessoal dos contratados e de terceiros que com ela tenham qualquer relação", afirmou a emissora.

Por 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.