Em culto, Malafaia pede a Jesus para paralisar urnas por 8 horas na eleição

 Depois de falar sobre a paralisação das urnas aos fiéis, Malafaia fez uma oração, pediu que Deus "tenha misericórdia" do Brasil e "pelo menos oito horas para que a verdade se estabeleça".

O pastor Silas Malafaia, líder da Assembleia de Deus Vitória em Cristo e aliado do presidente Jair Bolsonaro (PL), rezou, em um culto, para que as urnas eletrônicas fiquem paralisadas por oito horas no dia das eleições caso haja o que ele chamou de "fraude eleitoral". O líder religioso voltou a dizer que se o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) vencer as eleições irá fechar igrejas — o que já foi negado pelo PT, que entrou na Justiça contra o deputado federal e pastor Marco Feliciano (PL-SP) por causa da disseminação deste boato.

"Se tentarem roubar essa eleição e fraudar, em nome de Jesus, esse sistema vai ser travado. Vai ficar travado por pelo menos oito horas e ninguém vai conseguir destravar. Aí vai ter que ter uma outra eleição. Essa é a minha oração."

Depois de falar sobre a paralisação das urnas aos fiéis, Malafaia fez uma oração, pediu que Deus "tenha misericórdia" do Brasil e "pelo menos oito horas para que a verdade se estabeleça". O trecho do culto foi publicado no YouTube do pastor ontem.

No discurso aos fiéis, Malafaia afirma que não fala de fraude envolvendo autoridades, mas sim hackers. "Os caras invadem o sistema do Pentágono, mais seguro do mundo, não vão invadir a urna eletrônica?", questiona.

Por 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.