Ator paraibano José Dumont tem pedido de habeas corpus negado pela Justiça

 Ator está em prisão temporária suspeito de pedofilia e estupro de vulnerável.

O ator paraibano José Dumont teve um pedido de habeas corpus negado pela Justiça, no último domingo (18). A decisão foi confirmada pelo Tribunal de Justiça na tarde desta quinta-feira (22). De acordo com o TJ, ainda há outra ação de habeas corpus em trâmite na 3ª Câmara Criminal, que ainda não foi julgada. As informações são do NaTelinha. 

José Dumont cumpre prisão temporária por suspeita de pedofilia e estupro de vulnerável, por envolvimento com um menino de 12 anos.

De acordo com o site Notícias da TV, a defesa tentou que Dumont responda em liberdade após pagar uma fiança de R$ 40 mil, o que foi negado. Flagrado por câmeras de segurança acariciando o menor de idade, o ator justifica que é uma espécie de padrinho do menino, e que o ajudava financeiramente porque compadeceu da situação de vida difícil do garoto e sua família.

Sobre as 240 imagens encontradas no celular e computador com pornografia infantil, a defesa de José Dumont alega que seriam objetos de estudo "sem tabus e nem filtros", já que ele faria o papel de um aliciador de menores na novela do Globoplay, Todas as Flores.

Relembre o caso

O ator paraibano José Dumont foi preso na última quinta-feira (15), no Rio de Janeiro. Veja o momento em que ele foi conduzido para o veículo das forças policiais abaixo:

Em depoimento prestado à polícia, na quinta-feira (15), José Dumont afirmou que as  imagens eram de sua propriedade e faziam parte de um “estudo para a futura realização de um trabalho acerca do tema, sem tabus ou filtros”. O ator disse ainda que conseguiu as imagens na internet e negou já ter fotografado, filmado, produzido ou editado imagens de crianças e adolescentes em contexto pornográfico. Foram encontrados mais de 240 imagens de pornografia infantil nos dispositivos do acusado.

Por 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.