RÁDIO INFORMATIVO EM FOCO

Gusttavo Lima é alvo do Conar, que recomenda suspensão de publicidade de bebida alcoólica

 Campanha 'Chama o vermelhão, bebê' , lançada pelo sertanejo em abril deste ano, contraria as recomendações do anexo A do Código Brasileiro de Autorregulamentação Publicitária.

O cantor Gusttavo Lima foi alvo do Conar (Conselho de Autorregulamentação Publicitária) que recomendou a suspensão de duas peças publicitárias da bebida "Vermelhão", lançada pelo sertanejo em abril deste ano. As denúncias foram enviadas pelo Ministério Público Federal da Bahia e pela Associação Brasileira de Bebidas (Abrabe ). Ambas julgadas na semana passada.

Segundo o órgão, esses dois processos estão amparados no anexo A do Código Brasileiro de Autorregulamentação Publicitária que trata da propagandas de bebidas alcoólicas de alto teor, os quais as recomendações foram contrariadas na campanha "Chama o vermelhão, bebê", protagonizadas pelo Gusttavo Lima. Uma delas, segundo o Conar, é de que não tinha o aviso de idade mínima para ingestão de bebidas nas redes sociais, além de supostamente estimularem o consumo excessivo de álcool, como por exemplo, a aparição do cantor fazendo o uso da bebida. Outra queixa levantada na denúncia foi a ausência de frases com a recomendação para o consumo prudente.

No processo, a Abrabe também cita o ônibus de Lima envelopado com apelos que podem ser considerados publicidade da bebida. Apesar de já ter sido julgada, a ação ainda está em fase de recurso. O cantor e o fabricante têm cerca de 20 dias para se manifestarem e recorrerem a decisão.

Ao Conar, as defesas do fabricante Better Drinks e do cantor Gusttavo Lima afirmaram que reconhecem os problemas apontados pelo conselho e informaram a entidade que já alteraram ou retiraram do ar os anúncios que infringiam as recomendações do código.

Por 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.