RÁDIO INFORMATIVO EM FOCO

Criminosos invadem casa de prefeito, fazem arrastão e sequestram primeira-dama no Rio Grande do Norte

 A quadrilha foi presa pela Polícia Militar cerca de uma hora depois em Pau dos Ferros. A vítima já tinha sido liberada pelos bandidos.

Criminosos invadiram uma casa na cidade de Portalegre, renderam a família do prefeito de Riacho da Cruz, Marco Aurélio Rêgo, e levaram a esposa dele como refém, na noite de terça-feira (19). As cidades ficam no Alto Oeste potiguar.

A quadrilha foi presa pela Polícia Militar cerca de uma hora depois em Pau dos Ferros. A vítima já tinha sido liberada pelos bandidos.

Segundo a PM, o crime aconteceu por volta das 19h30. Dois criminosos entraram na casa, renderam as vítimas e fizeram um arrastão, levando joias, celulares, perfumes, bebidas, entre outros objetos.

Na fuga, eles usaram o veículo da primeira-dama, e a levaram como refém.

Ainda de acordo com a PM, a dupla e a primeira-dama desceram a serra de Portalegre e encontraram outro veículo, onde um casal que faria parte da quadrilha já esperava por eles.

Os criminosos liberaram a vítima e continuaram em fuga no outro carro, pelas estradas carroçáveis da região.

Carro usado na fuga dos criminosos. Quadrilha foi presa e levada para delegacia de Pau dos Ferros — Foto: Cedida

Os policiais militares foram acionados, começaram buscas e conseguiram capturar a quadrilha em um veículo modelo Celta de cor prata.

Segundo a PM, os dois homens que fizeram arrastão já respondiam por outros crimes. Um deles tinha mandado por homicídio e o outro já tinha sido preso por roubo.

Já o casal que deu apoio a eles era formado por uma jovem menor de idade e um servidor público da cidade de Pau dos Ferros.

Os suspeitos foram detidos e levados para a delegacia da região. Com eles, foram apreendidos uma arma calibre 38, um simulacro (objeto que simula uma arma) e os materiais roubados.

Prefeito Marcos Aurélio, de Riacho da Cruz, relata arrastão à sua casa em Portalegre. — Foto: Reprodução

Relato do prefeito

"Fizeram terrorismo na casa, com armas na cabeça da família, na cabeça dos pais da minha esposa", relatou o prefeito Marcos Aurélio. 

"Levaram ela como refém, dirigindo o carro com arma na cabeça, ameaçando, mas graças a Deus teve o livramento de terem liberado ela sem fazerem nenhum tipo de violência, a não ser a psicólogica. Isso é o que abate mais a gente. Os bens materiais são o de menos. A gente fica nesse momento pedindo a Deus que dê forças para superar esse momento traumático", afirmou.

Segundo a PM, o crime aconteceu por volta das 19h30. Após fugirem de Portalegre, no próprio carro da primeira-dama de Riacho da Cruz, dois criminosos a liberaram na estrada e pegaram outro carro, onde um casal os esperava.

Por 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.