Com estoque em situação crítica, Hemocentro convoca para mutirão de doações de sangue para evitar adiamento de cirurgias nos hospitais em João Pessoa

 Quem tem menos de 18 anos deve estar acompanhado do responsável legal e a primeira doação deve ser no máximo até os 60 anos. Também é fundamental estar alimentado, de posse de um documento oficial com foto e a carteira de vacinação contra a covid-19.

Com estoque em situação crítica, o Hemocentro da Paraíba, localizado na Av. Dom Pedro, em João Pessoa, apela por doadores e convoca para um mutirão de doações de sangue para abastecer hospitais e salvar vidas. 

De acordo com a diretora-geral do Hemocentro, Shirlene Dantas Gadelha, a situação é critica e exige que pessoas de qualquer tipo de sangue façam doação, tendo em vista que o estoque está acabando. "Estamos sem estoque mínimo, o Hemocentro encontra dificuldades para abastecer hospitais e unidades de saúde no Estado, podendo acarretar o adiamento de cirurgias. O sangue não tem substituto; se não temos doadores voluntários, não teremos sangue para suprir a demanda de hospitais que precisam realizar transfusão”, alertou. 

Em João Pessoa, enquanto a média de doações neste mês de julho tem sido de 110 doações/dia, a necessidade é de aproximadamente 200 doações por dia. 

Para serem doadores de sangue, os interessados precisam ter entre 16 e 69 anos, devendo pesar mais de 50 quilos e possuir hábitos de vida saudáveis. Quem tem menos de 18 anos deve estar acompanhado do responsável legal e a primeira doação deve ser no máximo até os 60 anos. Também é fundamental estar alimentado, de posse de um documento oficial com foto e a carteira de vacinação contra a covid-19.

Por 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.