Polícia acredita que criminosos que invadiram apartamento de Carlinhos Maia tinham 'informação privilegiada'

 Delegados tiveram acesso a imagens de câmeras de segurança que mostram duas pessoas com rostos cobertos no local do crime. Investigadores apontam falhas de segurança no imóvel.

Os delegados que investigam a invasão ao apartamento do casal de influenciadores Carlinhos Maia e Lucas Guimarães, em Maceió, disseram em entrevista coletiva na tarde desta segunda-feira (30) que ao menos duas pessoas participaram do furto e que elas podem ter conseguido "informação privilegiada".

"Existe uma linha de investigação de que haja algum tipo de informação privilegiada que tenha possibilitado o crime. Não necessariamente de alguém de dentro do convívio [do casal], mas alguém que tivesse o conhecimento de toda a rotina", afirmou o delegado Thales Araújo.

O crime aconteceu na noite de sábado (28). De acordo com estimativas do casal, que não está em Maceió, os criminosos levaram ao menos R$ 5 milhões em joias, relógios e outros pertences de valor. Carlinhos Maia está em Aracaju (SE), onde realizou uma lipoaspiração, e Lucas Guimarães está em Cancún, no México, em uma viagem a trabalho.

"Arrombaram a porta do meu apartamento em Maceió. Levaram relógios (inclusive o último que acabei de comprar), levaram meu cofre com minhas joias. As autoridades já foram acionadas", postou Carlinhos Maia no Instagram.

Carlinhos Maia divulga foto de colar que foi furtado do seu apartamento em Maceió — Foto: Reprodução/Instagram

A Polícia Civil teve acesso a imagens de câmeras de segurança que mostram duas pessoas no prédio, com os rostos cobertos. A suspeita é de que uma delas seja um homem jovem e a outra seja uma mulher, ainda não identificados. Para os investigadores, há falhas de segurança no imóvel que facilitaram a ação criminosa.

"É uma situação complicada pelas falhas de segurança, as falhas de segurança do empreendimento. São pontos cegos tanto no sistema de vigilância e falhas procedimentais, falhas humanas", afirmou Araújo.

O delegado Lucimério Campos, que também participa da investigação do caso, disse ainda que além de haver pontos em que as câmeras de segurança não cobrem, outros equipamentos não estavam funcionando.

"Houve facilitadores que permitiram que o crime ocorresse. Esses pontos estão sendo levantados na investigação. Há falhas nos equipamentos de segurança, alguns não estavam gravando, outros não estão funcionando e há os pontos cegos, esse contexto todo existe nesta situação", afirmou o delegado.

A Polícia Civil já começou a ouvir testemunhas. Lucas Guimarães também comentou o crime em seu Instagram e pediu ajuda para que os envolvidos sejam identificados. “A gente está decepcionado, está triste. Ajudem a localizar esses bandidos, que eu sei que a verdade há de aparecer e de prevalecer”, disse.

Sobre os objetos furtados do apartamento do casal, os investigadores dizem que não podem precisar o valor do prejuízo, mas explica como era o cofre levado pelos criminosos.

"Um cofre portátil, do tamanho de uma caixa. O cofre era onde ele guardava bens preciosos, mas os valores não podemos informar ainda. Estamos trabalhando com algumas informações ainda em sigilo para evitar que as investigações sejam prejudicadas", disse o delegado Araújo.

O advogado de Carlinhos Maia, Luiz Gusman, informou que o influencer receberá alta, provavelmente, na próxima semana e que poderá contribuir mais para a investigação quando estiver recuperado da lipoaspiração. Disse ainda que não suspeita de ninguém próximo que possa ter participado do crime.

“Nós estamos acompanhando os trabalhos que a polícia vem desenvolvendo, a gente viu que existem algumas possibilidades, dentre elas a de que tenham sido pessoas próximas, é um fato que a polícia está investigando. Faço questão que a gente acompanhe essa investigação", disse o advogado do influencer.

Durante os primeiros levantamentos no apartamento, os investigadores colheram pistas que podem ajudar a identificar os criminosos.

"Foram colhidas algumas impressões digitais, foram colhidos extratos de suor em alguns objetos revirados e o que se pode dizer é que o local onde a vítima guardava seus pertences foi completamente revirado", afirmou Lucimério Campos.

Por 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.