Bolsonaro anuncia liberação de FGTS a vítimas das chuvas em Pernambuco

 No Recife, presidente também informou que a população afetada poderá antecipar e pedir parcela extra do BPC sem juros.

O governo federal anunciou, nesta segunda-feira (30), benefícios para pessoas afetadas pelas chuvas na região metropolitana do Recife, onde o número de mortos pelas enchentes e deslizamentos subiu para 91 nesta manhã. Entre os recursos estão a antecipação e a solicitação de uma parcela extra do Benefício de Prestação Continuada (BPC) sem juros e a liberação do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) em até cinco dias.

Na capital pernambucana, junto com uma comitiva de ministros, o presidente Jair Bolsonaro (PL) garantiu a possibilidade de solicitar o BPC sem juros. O benefício garante um salário mínimo por mês ao idoso com idade igual ou superior a 65 anos ou à pessoa com deficiência de qualquer idade. "Aqueles que, porventura, quiserem um empréstimo do BPC, sem juros, poderão fazer."

"Vamos colocar à disposição daqueles que desejarem, os beneficiários do BPC, que são os idosos e as pessoas com deficiência, que façam a antecipação bem como peguem mais uma parcela desse benefício, que corresponde a um salário mínino. Isso vai ser diluído ao longo de 36 meses sem nenhum tipo de encargo, sem nenhum tipo de juros para essas pessoas", detalhou o ministro da Cidadania, Ronaldo Bento.

O presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, informou que serão concedidos benefícios a vítimas de municípios onde há comunicação entre o respectivo estado e o Ministério do Desenvolvimento Regional. "Nós faremos, imediatamente, liberação do FGTS em até cinco dias, pausas de até três meses em todas as linhas de crédito para pessoas físicas, micro e pequenas empresas. Além disso, os créditos atuais, as pessoas podem postergar por três meses", afirmou.

Saúde

No âmbito da saúde, o ministro Marcelo Queiroga destacou que as chuvas, nessas situações, podem provocar problemas respiratórias e síndromes que podem levar à desidratação. "Já tem técnicos aqui para se juntar às autoridades sanitárias locais, para fortalecer o atendimento na atenção primária, nas Unidades de Pronto Atendimento, e as ações de vigilância em saúde", disse.

"Nas próximas 48 horas entregaremos cerca de cinco kits com insumos estratégicos. Nós também vamos fortalecer com recursos adicionais, que podem chegar, de acordo com o número de municípios onde a calamidade pública for reconhecida, a R$ 3,4 milhões de reais", complementou Queiroga.

Segurança

Com relação à segurança, o ministro Anderson Torres informou que a PRF (Polícia Rodoviária Federal) conta com cem agentes atuando na região. "[Eles trabalham] tentando desobstruir as vias, dando viabilidade ao trânsito não só nas BRs, mas em todo o estado, e têm ajudado no resgate das vítimas, na localização das pessoas", informou, lembrando da campanha de arrecadação de donativos pela PRF. "Podem ser entregues em todos os postos do Brasil. Nós vamos viabilizar chegar isso aqui", acrescentou o ministro.

Também estiveram na capital pernambucana os ministros do Desenvolvimento Regional, Daniel Ferreira; do Turismo, Carlos Brito; e da Defesa, general Paulo Sérgio. Outro que fez parte da comitiva foi o comandante militar do Nordeste, general Richard Fernandez Nunes.

"Estamos, obviamente, tristes. Manifestamos nosso voto de pesar aos familiares. O nosso objetivo maior é confortar os familiares e por meio de materiais também atender a população", pontuou Bolsonaro.

O governo federal anunciou, nesta segunda-feira (30), benefícios para pessoas afetadas pelas chuvas na região metropolitana do Recife, onde o número de mortos pelas enchentes e deslizamentos subiu para 91 nesta manhã. Entre os recursos estão a antecipação e a solicitação de uma parcela extra do Benefício de Prestação Continuada (BPC) sem juros e a liberação do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) em até cinco dias.

Na capital pernambucana, junto com uma comitiva de ministros, o presidente Jair Bolsonaro (PL) garantiu a possibilidade de solicitar o BPC sem juros. O benefício garante um salário mínimo por mês ao idoso com idade igual ou superior a 65 anos ou à pessoa com deficiência de qualquer idade. "Aqueles que, porventura, quiserem um empréstimo do BPC, sem juros, poderão fazer."

"Vamos colocar à disposição daqueles que desejarem, os beneficiários do BPC, que são os idosos e as pessoas com deficiência, que façam a antecipação bem como peguem mais uma parcela desse benefício, que corresponde a um salário mínino. Isso vai ser diluído ao longo de 36 meses sem nenhum tipo de encargo, sem nenhum tipo de juros para essas pessoas", detalhou o ministro da Cidadania, Ronaldo Bento.

O presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, informou que serão concedidos benefícios a vítimas de municípios onde há comunicação entre o respectivo estado e o Ministério do Desenvolvimento Regional. "Nós faremos, imediatamente, liberação do FGTS em até cinco dias, pausas de até três meses em todas as linhas de crédito para pessoas físicas, micro e pequenas empresas. Além disso, os créditos atuais, as pessoas podem postergar por três meses", afirmou.

Saúde

No âmbito da saúde, o ministro Marcelo Queiroga destacou que as chuvas, nessas situações, podem provocar problemas respiratórias e síndromes que podem levar à desidratação. "Já tem técnicos aqui para se juntar às autoridades sanitárias locais, para fortalecer o atendimento na atenção primária, nas Unidades de Pronto Atendimento, e as ações de vigilância em saúde", disse.

"Nas próximas 48 horas entregaremos cerca de cinco kits com insumos estratégicos. Nós também vamos fortalecer com recursos adicionais, que podem chegar, de acordo com o número de municípios onde a calamidade pública for reconhecida, a R$ 3,4 milhões de reais", complementou Queiroga.

Segurança

Com relação à segurança, o ministro Anderson Torres informou que a PRF (Polícia Rodoviária Federal) conta com cem agentes atuando na região. "[Eles trabalham] tentando desobstruir as vias, dando viabilidade ao trânsito não só nas BRs, mas em todo o estado, e têm ajudado no resgate das vítimas, na localização das pessoas", informou, lembrando da campanha de arrecadação de donativos pela PRF. "Podem ser entregues em todos os postos do Brasil. Nós vamos viabilizar chegar isso aqui", acrescentou o ministro.

Também estiveram na capital pernambucana os ministros do Desenvolvimento Regional, Daniel Ferreira; do Turismo, Carlos Brito; e da Defesa, general Paulo Sérgio. Outro que fez parte da comitiva foi o comandante militar do Nordeste, general Richard Fernandez Nunes.

"Estamos, obviamente, tristes. Manifestamos nosso voto de pesar aos familiares. O nosso objetivo maior é confortar os familiares e por meio de materiais também atender a população", pontuou Bolsonaro.

Por 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.