RÁDIO INFORMATIVO EM FOCO

Deputado Wilson Santiago é alvo de processo de cassação na Câmara devido à Operação Pés de Barro

 Em 2020 o STF chegou a suspender o mandato de Wilson Santiago após o deputado paraibano ter sido alvo de mandados.

O deputado federal paraibano Wilson Santiago (Republicanos) é alvo de um processo de cassação na Câmara Federal aberto esta semana. O Conselho de Ética da Câmara abriu sete processos de cassação de mandato esta semana. Dois são contra o deputado Eduardo Bolsonaro, do PL. Os outros são contra Éder Mauro, Bia Kicis e Carla Zambelli, todos do PL, Soraya Manato, do PTB e o paraibano Wilson Santiago.

O processo contra Santiago foi aberto por acusação de quebra de corrupção passiva e organização criminosa após ter sido citado como investigado na Operação Pés de Barro. O processo chegou ao Conselho de ética por iniciativa do Partido Novo.

O processo na Comissão de Ética deverá ser relatado por algum dos deputados Pinheirinho (PP-MG), Luiz Carlos Motta (PL-SP); Dra. Vanda Milani (PROS-AC).

Em 2020 o Supremo Tribunal Federal (STF) chegou a suspender o mandato de Wilson Santiago após o deputado paraibano ter sido alvo de mandados e de sequestro de bens no âmbito da Operação Pés de Barro. O então prefeito da cidade de Uiraúna, João Bosco Nonato Fernandes, chegou a ser preso na época após ter sido flagrado em vídeo escondendo dinheiro na cueca.

Pouco após a decisão do STF, o plenário da Câmara Federal anulou a suspensão do mandato e Wilson Santiago pôde retomar sua cadeira. Na época ficou a sugestão de abertura de um processo no Conselho de Ética. Este processo se arrastou por dois anos e só agora, parece que vai andar.

O Conselho de Ética não se reunia havia cinco meses porque as representações contra os deputados estavam paradas na Mesa Diretora.

Por ClickPB

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.