Suspeito de matar estudante de Medicina cearense em João Pessoa passa por audiência de custódia, tem prisão mantida e é levado a presídio

 O acusado de matar a namorada e estudante de Medicina, Mariana Thomaz de Oliveira, em João Pessoa, foi preso ontem (12) e hoje (13) passou por audiência de custódia.

O juiz Adílson Fabrício converteu a prisão em flagrante de Johannes Dudeck em prisão preventiva. O acusado de matar a namorada e estudante de Medicina, Mariana Thomaz de Oliveira, em João Pessoa, foi preso ontem (12) e hoje (13) passou por audiência de custódia.

As primeiras informações são de que Johannes foi transferido da Central de Polícia Civil para a Penitenciária Hitler Cantalice, em Mangabeira, por ter curso superior.

O jovem empresário Johannes Dudeck, de 31 anos, acusado de matar uma estudante de medicina foi preso nesse sábado, em João Pessoa. A prisão foi confirmada ao ClickPB pela superintendente da Polícia Civil, Maísa Félix.

O corpo de Mariana Thomaz foi encontrado com sinais de estrangulamento dentro do apartamento do acusado no bairro do Cabo Branco, em João Pessoa. Mariana tinha 22 anos, era natural do Ceará e cursava o 6° período de Medicina na Famene.

Por ClickPB

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.