Hospital Pedro I implanta emergências separadas para atendimento a pacientes com covid-19 e de outras patologias

 Para isso, implantou duas emergências isoladas, separadas, para recepcionar as pessoas sem o risco de transmissão da doença.

O Complexo Hospitalar Municipal Pedro I voltou a atender pacientes com outras patologias, além dos pacientes com covid-19. Para isso, implantou duas emergências isoladas, separadas, para recepcionar as pessoas sem o risco de transmissão da doença.

Para implantar as recepções divididas, a Secretaria Municipal de Saúde realizou uma reforma no Hospital de Campanha, estabelecendo a emergência para as pessoas que estão com sintomas gripais e suspeita de covid-19. Já a recepção central do hospital fica destinada ao recebimento de pacientes com outros sintomas, ou seja, os pacientes de patologias em geral.

“Com a baixa na procura de pacientes com covid-19 e a queda na taxa de internação, nós conseguimos voltar a atender pacientes em geral. Lembrando que é um hospital com perfil portas abertas, ou seja, livre demanda para aqueles que necessitarem de atendimento. Nosso objetivo é também dar suporte às Unidades de Pronto Atendimento”, disse o diretor técnico do hospital, médico Tito Lívio.

O Complexo Hospitalar Municipal Pedro I tem atualmente uma taxa de ocupação de pacientes com coronavírus em torno de 20%, o que permitiu o retorno dos atendimentos em geral.

Além dessa mudança, o hospital está passando por uma reforma no Centro Cirúrgico e deve receber uma nova sala de cirurgia, passando a contar com cinco salas de procedimentos, além da completa reestruturação do setor. No ano passado, o prefeito Bruno Cunha Lima também entregou a reforma da UTI do prédio principal, uma reestruturação do unidade depois de 30 anos, equipando e melhorando os dez leitos de internação da UTI principal.

Por 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.