Ex-candidato a prefeito de Santa Rita vira alvo de investigação pelo Ministério Público por excesso de doação e pode ficar inelegível

 ​Erivam Pereira da Silva, mais conhecido como 'Cidadão', é suspeito de receber além do limite legal de doação nas Eleições de 2020.

Erivam Pereira da Silva, mais conhecido como 'Cidadão', tornou-se alvo de investigação do Ministério Público Eleitoral (MPE) por suspeita de excesso de doação durante as eleições municipais para a Prefeitura de Santa Rita, em 2020.

O órgão ministerial foi informado da suspeita pela Receita Federal e decidiu instaurar um procedimento preparatório eleitoral contra o ex-candidato. A portaria foi assinada pela promotora eleitoral de Santa Rita Anita Bethânia Silva da Rocha e publicada nesta terça-feira (22).

Com a notificação do MPE, Cidadão deve comprovar a legalidade das doações recebidas junto à declaração de imposto de renda, relacionada aos rendimentos do ano-calendário de 2019, no prazo de cinco dias. Caso seja comprovada a irregularidade, o ex-candidato estará sujeito a pagar uma multa no valor de até 100% da quantia em excesso e ficar inelegível.

Cidadão disputou o cargo de prefeito de Santa Rita pelo PC do B e recebeu 535 votos, ficando em penúltimo lugar no pleito.

Por ClickPB

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.