Passagem de ônibus em João Pessoa sofre reajuste e passa a custar R$ 4,40

 A população que precisa do transporte coletivo para ir ao trabalho ou ter acesso ao lazer passa, a partir deste sábado (26), a pagar mais caro pela passagem de ônibus em João Pessoa.

A população que precisa do transporte coletivo para ir ao trabalho ou ter acesso ao lazer passa, a partir deste sábado (26), a pagar mais caro pela passagem de ônibus em João Pessoa. De acordo com o Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de Passageiros de João Pessoa (Sintur-JP) em contato com o ClickPB, a tarifa de ônibus coletivo em João Pessoa será de R$ 4,40. 

Mesmo contando com uma redução tributária temporária de 50% no valor do ISS, Isaac Júnior Moreira, diretor institucional do Sintur/JP explicou que não é suficiente para conter "a grave crise econômica e financeira pela qual passam as empresas de ônibus, o benefício é muito importante num momento tão delicado porque passamos todos nós”, afirmou.

Segundo a entidade, as contrapartidas exigidas para o reajuste foram aumento da frota de 364 para 370, ampliação das linhas de 70 para 74, aumento de viagens diárias, integração temporal unificada em tempo único de 60 minutos e renovação da idade média dos veículos de nove para seis anos. Os passageiros que utilizam o Passe Legal continuarão a ter o benefício da integração de qualquer parte da cidade com o uso do cartão. 

Ainda segundo o Sintur-JP, as empresas de ônibus estão sendo pressionadas pelos custos da atividade. Com os constantes aumentos do diesel, reajustes salariais dos trabalhadores do setor e ainda arcando com as gratuidades do sistema, as empresas operam no prejuízo agravado pela pandemia.
 
Em João Pessoa, assim como em todo o país, a oferta de veículos teve que ser ajustada à nova demanda, pois os passageiros não voltaram a utilizar o serviço como antes. O número de transportados era de 5,58 milhões/mês antes de pandemia e agora é de apenas 3,20 milhões/mês, uma queda de 43%.
 
O cálculo da tarifa é feito com base no resultado da divisão de todos os custos do sistema de transporte coletivo, pelo número de passageiros pagantes. As principais despesas que compõem os custos são: combustível, pneus e peças, manutenção, depreciação e remuneração dos funcionários.

Por 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.