RÁDIO INFORMATIVO EM FOCO

Motoristas encerram paralisação e Sintur informa que circulação de ônibus está normalizada em João Pessoa

 Os motoristas dos ônibus de João Pessoa paralisaram na manhã desta quinta-feira (3)​, as atividades como forma de protesto contra a retirada do vale alimentação e pede o reajuste salarial.

Os motoristas de ônibus encerraram por volta das 8h desta quinta-feira (03), a paralisação das atividades em João Pessoa. De acordo com Isaac Júnior, presidente do Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de Passageiros (Sintur-JP), a circulação dos ônibus já foi normalizada na capital paraibana. 

Os motoristas dos ônibus de João Pessoa paralisaram na manhã desta quinta-feira (3), as atividades como forma de protesto contra a retirada do vale alimentação e pede o reajuste salarial. Segundo a categoria, o protesto seria pacífico e deveria durar cerca de duas horas.

A categoria pede a reposição das perdas salariais que aconteceram durante a pandemia.

A Sintur emitiu uma nota informando que foi surpreendida pela paralisação dos motoristas. Para o sindicato, a paralisação é tida como "uma atitude de intransigência por parte do sindicato dos motoristas, que, com esse movimento, apenas prejudica a população que utiliza esse serviço essencial".

NOTA

O Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de Passageiros no Município de João Pessoa (Sintur-JP) informa que na manhã desta quinta-feira (3) foi novamente surpreendido com uma paralisação dos motoristas que atuam no transporte coletivo da capital. 

O Sintur-JP encontra-se em processo de convenção coletiva de trabalho com o sindicato que representa os motoristas, que pede 10% de reajuste de remuneração. Em reunião na tarde de ontem (2) no Ministério do Trabalho, foi proposto pela classe patronal um reajuste de remuneração de 8,2% para a categoria.

O Sintur-JP considera a paralisação como uma atitude de intransigência por parte do sindicato dos motoristas, que, com esse movimento, apenas prejudica a população que utiliza esse serviço essencial.

O Sintur-JP informa ainda que já acionou a Justiça, solicitando que a operação fosse retomada, e que já ingressou com o dissídio coletivo na Justiça do Trabalho.

Por ClickPB

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.